JN DIRETO

Local

Meteorologia

24°
Hoje, 23 de Setembro

Opinião

Pedro Silva Pereira

Passos e o rating

Depois de ter anunciado a vinda do Diabo, a tentativa de Passos Coelho para se colar ao sucesso de António Costa na frente económica e no virar da "página do lixo" é o melhor elogio que o líder da Oposição podia fazer ao Governo, mas é também a confissão pública do seu rotundo falhanço. Tendo-se lançado, aqui e na Europa, numa despudorada campanha por um segundo resgate, é óbvio que Passos Coelho não pode agora, na hora dos festejos, intrometer-se numa fotografia que não é sua e aparecer sorridente na comemoração dos resultados do Governo socialista como se eles fossem o fruto de uma construção conjunta, que nunca existiu.

Margarida Fonseca

#caras

Ando a tomar cortisona. Logo, a minha cara inchou e pareço um balão. Poucos são, porém, os que me perguntam porque o meu nariz quase desapareceu entre redondas bochechas e porque tenho uma papada descomunal. Dizem-me todos que estou com "bom aspeto". Eu refilo. Eles insistem. A expressão é velha: ninguém vive de aspeto. Por estes dias, há outras caras que nos entram olhos dentro. São caras inchadas de sorrisos, algumas retocadas, outras mal fotografadas, todas ligadas a palavras que cheiram a promessas. E vale tudo. Desde cemitérios a sentimentos (paixão, amor, vontade) até a frases feitas. (Aconselho, a quem ainda não viu, a consultar a página "Tesourinhos das Autárquicas 2017" no Facebook). Algumas dessas caras vão inchar de alegria no dia 1. Outras incharão de raiva. Outras ainda de desalento. E as caras dos eleitores vão inchar ao lado de quem votou para vencer. Falta saber se, depois, o bom aspeto das suas mensagens se vai manter. Ou se a abstenção inchará, embora seja algo que não consigo conceber em democracia. Ou se as maiorias serão conseguidas através de acordos inchados com adversários. Tudo isto sem precisar de cortisona. Apesar de tudo, o país precisa de ganhar melhor aspeto. Não tenho gravada na memória qualquer proposta interessante durante esta campanha. Se calhar ando a ouvir mal. Mas, garante-me o médico, da cortisona não é.

Miguel Conde Coutinho

#começaagora

O mundo está tão improvável que os grandes protagonistas da política internacional são Donald Trump e Kim Jong-Un, os dois líderes com os piores penteados da história dos líderes mundiais. Não tenho memória de tão insólito embate ao nível do cuidado capilar, o que na verdade torna tudo ainda mais perigoso. O escalar de retórica nem parece real, antes parecem duas tresloucadas personagens de um desenho animado ou de um James Bond dos anos pirosos (lamento, fãs do Roger Moore e do Pierce Brosnan, mas não há um que se aproveite). Aquela foto de Kim Jong-Un, sentado à secretária a olhar para o míssil, é o sonho de qualquer produtor de memes. Os dois parecem ter sido escolhidos de propósito para estes dias em que tudo, o essencial e o superficial, se confunde e se enrola na corrente que nos distrai e empurra para longe da dureza dos factos.

A sua Opinião

A campanha eleitoral no seu concelho tem sido esclarecedora?

Evasões

Evasoes

As luzes invadem as noites de Cascais até domingo

Até domingo, Cascais é oficialmente a cidade das luzes. Mais ou menos coloridas, discretas ou intensas, as instalações luminosas vão poder ser encontradas um pouco por toda a vila, naquela que é a sexta edição do Lumina. O festival que teve início a 22 de setembro e que se prolonga até domingo, 24, adotou a temática da natureza, das flores e do mar, que irá inspirar os 40 artistas nacionais e internacionais que por ali irão expor as suas obras. Está também previsto um espetáculo de videomapping com fogo de artifício virtual, entre outras animações interativas. As primeiras luzes começam […]

Evasoes

Os segredos da costela mendinha revelados pelo chef Miguel Castro e Silva

Ao contrário das outras partes mais duras e substanciais da vaca, a costela mendinha é toda ela tenra e entremeada. Se fosse curada pela salga e fumo como o restante fumeiro, talvez até passasse por bacon. Oscilo na classificação entre o apêndice da aba e a aba propriamente dita, e isto apenas pela veneração que tenho pelo talento intelectualmente orientado do chef Miguel Castro e Silva, que esta semana nos propõe esta glória da arte talhante. Foi o primeiro, de resto, que vi tratar a peça como o ourives trata a mais delicada liga, sujeitando-a ao fogo quanto baste, se […]

Evasoes

Uma floresta que brilha no outono para descobrir em Arganil

Classificada como Reserva Natural e Reserva Biogenética do Conselho da Europa, a Mata da Margaraça é um dos mais bem preservados exemplos da floresta primitiva que cobria estas serranias xistosas. Foi outrora uma das mais importantes áreas agrícolas da freguesia da Benfeita, Arganil, onde ainda é possível observar um moinho de rodízio horizontal junto à ribeira, bem como uma antiga represa e levada de água, mas com o abandono dos terrenos, a floresta foi recuperando o que era seu. Hoje abundam por aqui carvalhos, castanheiros, azevinhos, ulmeiros, nogueiras e cerejeiras, que dão um plácido encanto bucólico a este passeio, durante […]

Evasoes

Crítica: Uma porta franca às portas da cidade

Localização mais insólita é difícil imaginar, não foram as inúmeras churrasqueiras que os nossos de Angola e Moçambique instalaram nas bases dos prédios. Ainda existem, de resto, muitas. Só que esta, instalada na Ramada, Odivelas, nada tem a ver com esses tempos, nem há raízes familiares em África, mas há pontes de proximidade. Pedro Ferreira é o biónico e oficiante proprietário da casa, existente naquele sítio desde que em 1994 os seus pais ali instalaram a churrasqueira para vender frangos para fora, com êxito assinalável. Era ainda menino de nove anos, mas foi ali mesmo que cresceu, sempre em funções […]

Evasoes

Uma casa da cerveja (e da Baixa do Porto), com certeza

Apesar de estar em alemão o nome não engana. É uma casa da cerveja, com certeza, ou não fosse esse o lema do novo bar da Rua Cândido dos Reis. A Bierhaus abriu há duas semanas e é a mais recente aposta do grupo The Gin House especialmente dedicada ao segmento das cervejas e com enfoque nos produtos artesanais e nacionais. O espaço, onde anteriormente funcionava o bar Trem das 11, foi decorado com o imaginário de uma taberna cosmopolita onde predominam o ferro e a madeira e os tons quentes e castanhos escuros. O balcão é espaçoso e convidativo, […]