JN DIRETO

Local

Meteorologia

24°
15°
Hoje, 27 de Maio

Opinião

Vítor Santos

#apagão

Vamos esquecer, por um bocadinho, os hospitais e todos aqueles serviços que nos fazem mesmo falta. Centremo-nos, então, num pouco provável, mas sempre possível, apagão tecnológico dos grandes. Tudo negro, mesmo. Quando, há duas semanas, as empresas se confrontaram com um ataque informático à escala global, temeu-se o pior. De repente - não tenho muitas dúvidas, até pelo "buzz" que motivou -, o cibercrime é o Adamastor do nosso tempo, um gigante mauzão que, além de ter atrofiado as caravelas dos Descobrimentos, ainda se mantém ativo, renovado na dimensão, nos obstáculos e nas minas que nos coloca no caminho. A mania de procurar ver as coisas por um ângulo positivo, no entanto, obriga-me a encontrar vantagens no sossego de um vírus mesmo muito potente, capaz de nos fazer desligar das redes. Impedidos de meter aqueles bonecos chorões nos "posts", haveríamos de causar menos engulhos aos que nos visitam nestes espaços. Partindo do princípio que se preocupam com o que se passa connosco, até sairíamos beneficiados com a possibilidade de cimentarmos a amizade, não à moda antiga, mas como deve ser: mão na mão, olhos nos olhos, 37 graus de temperatura corporal e outros tantos mesmo ao nosso lado. Não era um regresso ao passado, mas antes um voltar ao como não poderá nunca deixar de ser, espero.

Pedro Ivo Carvalho

#CRCenteno

Talvez tenha sido tudo um sonho mau que se arrastou no sombrio labirinto das nossas mentes. Talvez não seja verdade que a Alemanha gosta tanto da solução governativa em Portugal como os concorrentes do Desafio Final gostam de ler Descartes na casa de banho. Talvez o ministro das Finanças germânico, Wolfgang Schäuble, cultive aquele ar austero mas seja, na verdade, um coração mole que se arrepia sempre que ouve a voz de Salvador Sobral a entoar "Amar pelos dois". Talvez já não haja necessidade de atiçarem os mercados com um novo resgate a Portugal. Talvez Mário Centeno tenha metido alguma coisa na meia de leite de Schäuble durante um Ecofin matinal. Talvez ninguém acredite que um dos homens mais poderosos da Europa tenha passado, subitamente, a ser o presidente do clube de fãs do ministro das Finanças português, a quem apelidou de "Ronaldo do Ecofin" (e para que não houvesse dúvidas de que tinha dito o que uma publicação lhe havia atribuído, reforçou a comparação futebolística de viva voz). Talvez haja razões para ficarmos inchados de orgulho, ainda por cima porque Centeno, além de ser o CR7, pode também ser o Mourinho, se se confirmarem os rumores de que está na calha para liderar o Eurogrupo. Talvez, na verdade, seja tudo tão cor-de-rosa que não seja real. Ou então não: Mário Centeno, além de ser o Ronaldo, também é o Houdini.

Margarida Fonseca

#fotografia

É uma fotografia íntima que mostra uma mãe, à beira-mar, com os seus três filhos pequenos, descalça sobre as rochas, sorriso discreto. Vi-a ontem pela primeira vez. Trazia uma notícia triste, escrita por um dos filhos com uma admiração tão forte, tão dorida, tão comovente. Esse filho é meu amigo. E é um dos homens que mais respeito nesta vida de dias também difíceis. Foi a fotografia por ele revelada que me encheu de memórias. Dessas memórias que nos trazem odores, paladares, vozes, uma sensação de conforto que nos rejuvenesce. Não conheci a mãe do Rafael, a mãe da fotografia. Mas foi com ela que me lembrei da minha, das nossas idas à praia para apanhar conchas e tirar mexilhões das rochas, regressando com o cheiro do mar na pele. Foi com ela que voltei a sentir o calor do sol de inverno em passeios e correrias seguidos pelos olhos atentos da minha mãe. Foi com ela que me lembrei do perfume que a minha mãe usava e que me dava aconchego a ponto de adormecer. Uso-o hoje, de vez em quando, para me aproximar desse colo que já não tenho. As mães são isso tudo. Aliás, são tudo. As mães deviam ser eternas. Aliás, as mães são eternas porque inesquecíveis, únicas, só nossas. Eu sei o que sentes, Rafael. Sentes a perda. Que dói. Mas nunca haverá um vazio. Quando olhares para a fotografia que nos revelaste, sentirás que a presença dela é tão real que vais sorrir. Tal como ela.

A sua Opinião

O próximo treinador do FC Porto será?