Viana do Castelo sob o signo do caracol

 | 14/03/2013
De onde vem o leite? O movimento Slow Cities existe, entre outras coisas, para evitar que os miúdos respondam "do pacote que a mãe compra no supermercado", em vez de "da vaca", a resposta certa.
 
DR
Viana do Castelo formaliza hoje a sua candidatura ao movimento internacional das Slow Cities
TAGS

Um caracol que transporta alguns prédios na carapaça é o símbolo das slow cities, uma rede internacional que na verdade se chama Cittaslow, denunciando assim a sua origem - foi iniciado em 1999, em Itália, a partir do movimento da Slow Food.

Contrariar um estilo de vida em que as pessoas andam sempre a correr de um lado para o outro é um dos princípios deste movimento a que Viana do Castelo vai formalizar o pedido de adesão no decorrer de um congresso internacional, que se inicia hoje e decorre até sábado, no Teatro Sá de Miranda, contando com a presença de Pier Giorgio Oliveti, o presidente internacional da Cittaslow.

"Valorizar o que é local, aproximando os produtos do consumidor, é uma das preocupações do movimento, porque assim não só se reduz a pegada ecológica e se reforça a sustentabilidade da Terra como também se estimula a fileira produtiva do Alto Minho", explica Ana Paula Vale, bióloga e subdiretora da Escola Superior Agrária de Ponte do Lima, que integra o Politécnico de Viana (IPVC).

Ana Paula refere ainda a importância dos mercados da terra - onde, aos fins de semana, se transacionam os produtos locais - serem visitados pelas crianças, para que não se repita cá o que acontece nas escolas de Nova Iorque em que os alunos rabiscam no papel uma embalagem com coxas de frango quando os professores lhes pedem para desenharem uma galinha.

O IPVC, a Associação Empresarial de Viana do Castelo (AEVC) e a Câmara Municipal são os promotores da Viana Criativa, a associação que organiza o congresso, subordinado ao tema "Cittaslow - Ambiente favorável à criatividade".

"Ao agrupar diferentes abordagens, semânticas, práticas, vivências e dinâmicas, a Viana Criativa é um espaço ótimo para a partilha de conhecimentos e a geração de um ambiente favorável à criatividade", explica Maria José Guerreiro, a vereadora responsável pela Educação e Cultura na Câmara de Viana.

Ler Artigo Completo
 
 
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

 
Tem alguma informação para corrigir ou para acrescentar a este conteúdo?
Escreva-nos
 
NOS ConferênciaPrémioInovaçãoNOS - JN Destaque
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - JN Destaque
BT Edições Multimédia
 
1ª Liga
1|Benfica46
2|FC Porto40
3|Sporting39
4|V. Guimarães35
5|Sp. Braga31
6|Belenenses27
7|P. Ferreira26
8|Estoril25
9|Rio Ave24
10|Moreirense24
11|Marítimo23
12|Nacional21
13|Boavista19
14|V. Setúbal17
15|Arouca15
16|Académica12
17|Penafiel12
18|Gil Vicente10

Serviços


12º
HOJE, 30 de Janeiro

Amanhã10º |
Domingo11º |
Segunda12º |
Terça11º |

 

banner Barómetro Tomar o pulso ao país


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled