JN
Diretor Interino
Alfredo Leite

Três razões para apoiar Pedro Passos Coelho

Publicado

 

Pedro não tem pressa, sabe esperar. É sereno, mas firme, dois traços essenciais à garantia de estabilidade que o PSD precisa.

O Único candidato que fala do concreto quando se refere a empresas e a trabalhadores ou a empresários e não tem o ridículo complexo do sector público e privado

Eu apoio Pedro Passos Coelho nas eleições que decorrem no PSD. Sem hesitar, defini o meu voto por diversas razões, das quais enuncio três. Duas questões políticas e uma pessoal.

Começo pelas políticas.

O PSD precisa de estabilidade, e só a encontrará num líder seguro, preparado, que goste do partido e dos militantes, que se sinta bem no país, que se identifique com o PSD. Nada poderá continuar a trazer mais instabilidade ao partido do que ser dirigido por um presidente que não sinta o seu pulsar, e olhe sobranceiramente para os militantes que fazem a base de militância do PSD ou das suas estruturas nacionais ou locais - não direi do alto de um pedestal, mas pelo menos à distância de alguns degraus.

A estabilidade é a única garantia de que o PSD delineia uma estratégia que não se reduza a meros tacticismos definidos a cada momento, tendo como limite temporal a semana que passa. Pedro Passos Coelho demonstrou isso mesmo. Não tem pressa, sabe esperar, não se precipita, não corre atrás de foguetes e de holofotes em pequenas correrias a golpes de passo curto - o que tem vindo a marcar o PSD. É sereno, mas firme, dois traços essenciais à garantia de estabilidade na liderança de que o PSD precisa.

Em segundo lugar, o PSD precisa, em minha opinião, de um presidente capaz de definir uma estratégia para o século XXI, que tenha ideias claras sobre a saída da crise que de momento ainda não se resolveu internacionalmente e que vai levar mais tempo a resolver no país. Não precisamos de slogans políticos, de sound bites, de achados de retórica ditos serenamente ou gritados, e gritados no Parlamento ou na rua ou nos comícios ou nos congressos. Eu pessoalmente - e creio que comigo muito boa gente - acho que o país precisa de soluções políticas e económicas serenas, de bom senso e urgentes. Muitos dos nomes marcantes que fizeram a história do PSD e vivem na memória dos seus militantes foram os que serena e firmemente souberam equacionar soluções políticas e económicas para a gravíssima crise por que o país passou nos anos 70. Agora, como tem dito Pedro Passos Coelho, as soluções são outras, pressupõem olhar para o futuro com todas as novidades de um Mundo globalizado que nenhuma outra crise anterior conheceu.

Para poder fazê-lo precisamos de quem tenha a experiência e a vida de empresa, e não a teoria dos telejornais. Um dos erros do PSD nas últimas soluções de direcção foi mesmo esse. Pedro Passos Coelho foi da "Jota" para o trabalho na empresa e não conhece o mundo laboral da teoria de o ver nas manifestações do telejornal. Por isso, é o único candidato que fala do concreto quando se refere a empresas e a trabalhadores ou a empresários, e não tem o ridículo complexo do sector público e do privado ou das pequenas e médias empresas contra o papão das grandes. O PSD não precisa de um líder que faça ataques radicais ao eng.º Sócrates, precisa (como recentemente ouvi a Passos Coelho) de quem desenhe uma alternativa política e económica credível à política do Partido Socialista de Sócrates.

Por último, eu apoio Pedro Passos Coelho porque um dia, por acaso, um daqueles acasos que não esperamos, conheci a sua família. Fui apresentar um livro editado pela Fronteira do Caos, e escrito pelo seu pai, o dr. António Passos Coelho, médico muito conhecido em Vila Real, um livro com histórias de mulheres, daquelas histórias que o Namora escreveu e que só um médico é capaz de pôr no papel. Caí de repente no meio da família e sobre eles lancei o olhar. Conheci a mãe que dedicou toda a vida ao filho com paralisia cerebral, a irmã médica, a Laura, sua mulher, e vi a forma como todos se ajudam no drama da doença profunda que marca uma família - e só com muita entreajuda se consegue ter a alegria que encontrei. Uns pais que recomeçaram a vida quando vieram de uma ex-colónia e regressaram à casa que já não existia. Numa noite fria, gelada de Dezembro, encheu-se uma sala para apresentar um livro, o que só acontece quando muitos gostam de nós (mais, provavelmente, do que do que escrevemos).

Ficou-me na memória esse fim-de-semana em Vila Real, e aconteceu-me muitas vezes na vida que quando caímos assim no meio de uma família vemos com outros olhos os que conhecíamos dos discursos da política. Também por isso, e desde esse dia, Pedro Passos Coelho tem o meu apoio.

ImprimirImprimirEnviarEnviarEstatísticas
Partilhar
 [?]
 
 
 

Trio usa carro para arrombar ourivesaria em Penafiel

VER VÍDEO




Jornal noticia suicídio de cão
"Adeus, mundo cruel", terá ladrado um canídeo antes de se lançar da janela de um prédio, junto à Conservatória do Registo...

Quem vence as primárias no PS?

António Costa
António José Seguro
 

 
foto Pedro Correia / Global Imagens

Homem morre em acidente de trabalho na Maia

Um homem de 40 anos morreu, esta terça-feira, vítima de um acidente de trabalho numa empresa em Vermoim, na Maia.

   
 
Mais Notícias

Ryanair abre em 2015 voos do Porto para Berlim e Hamburgo

A companhia aérea "low cost" Ryanair anunciou, terça-feira, o lançamento de duas novas rotas diretas entre o Porto e a Alemanha, concretamente para as cidades de Berlim e Hamburgo, a partir do verão do próximo ano. Com estas duas rotas, sobe para 38 o número de destinos oferecidos pela low-cost irlandesa a partir do Porto.

Chave do Euromilhões

Conheça a combinação vencedora do Euromilhões sorteada esta terça-feira.

Suspeito de esfaquear idoso em Cal de Bois fica em prisão preventiva

Eduardo Pinto
Tiago Jorge, o homem de 33 anos que é suspeito de ter esfaqueado um idoso de 79 anos, no passado dia 23 de agosto, em Cal de Bois (Alijó), vai aguardar julgamento em prisão preventiva.

Hollande manifesta horror por decapitação de segundo jornalista

O presidente francês, François Hollande, manifestou, terça-feira, o seu horror após a aparente decapitação de um segundo jornalista norte-americano, segundo um vídeo divulgado hoje pelos militantes do grupo extremista Estado Islâmico.

Presidente do Paris Saint-Germain considera "injusto" o "fair-play" financeiro

O presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaifi, afirmou, esta terça-feira, que o "fair-play" financeiro imposto pela UEFA é "uma medida injusta", apesar das sanções aplicadas não terem afetado o clube da liga francesa de futebol.

New Order na Mute Records

JN
Os New Order assinaram com a editora Mute Records, passando a banda inglesa a fazer parte do catálogo de uma das mais importantes editoras independentes britânicas. O próximo álbum será, portanto, já lançado pela estrutura de Daniel Miller.


Dossiês

Viseu a património da humanidade
Viseu a património da humanidade

/Dossies/dossie.aspx?dossier=Viseu a património da humanidade

Português atual
Português atual

/Dossies/dossie.aspx?dossier=Português atual



Cartoon Elias o sem abrigo, de R. Reimão e Aníbal F

Especiais


Multimédia
Blogues
Inquérito



Continente Uva d'Ouro - JN 300x100
BT Edições Multimédia
Cofidis 300x100 01 a 30 Setembro

Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN
Últimas
+Lidas
+Comentadas
+Pesquisadas
 

Futebol

Vídeos da Liga
Liga Zon Sagres
Classificação
Resultados
Próxima Jornada
1 - Rio Ave (9)
2 - V. Guimarães (9)
3 - FC Porto (9)
4 - Sp. Braga (7)
5 - Benfica (7)
6 - Belenenses (6)
7 - Marítimo (6)
8 - Sporting (5)
9 - V. Setúbal (4)
10 - Moreirense (4)
11 - Nacional (3)
12 - P. Ferreira (3)
13 - Académica (2)
14 - Arouca (1)
15 - Estoril (1)
16 - Gil Vicente (0)
17 - Penafiel (0)
18 - Boavista (0)

Serviços


TEMPO Dados fornecidos por Wunderground
  • 21ºC
  • 17ºC
  • HOJE
  • 22ºC
  • 16ºC
  • AMANHÃ

 

destaque conselhoeditorial
banner Barómetro Tomar o pulso ao país
Economia Social


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled