A geração nem-nem
21.12.2010
Paulo Ferreira

Os sociólogos espanhóis chamam-lhe, com rigor e acutilância, a "geração nem-nem". Quem a compõe? Pessoas com idades compreendidas entre os 15 e os 30 anos que não têm qualquer ocupação: nem trabalham, nem estudam. Quantos são em Portugal? No terceiro trimestre de 2010 eram 314 mil, segundo com os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Trata-se do valor mais alto dos últimos anos. Desde 2007, este batalhão aumentou em cerca de 30 mil!

Há, seguramente, uma miríade de explicações para este fenómeno que emcaminha pessoas para lugar nenhum. Se fosse possível, a análise caso a caso mostraria, com toda a certeza, que, no meio destes 300 mil indivíduos, coabitam preguiçosos e trabalhadores, gente que faz de tudo para ganhar a vida e gente que prefere a modorra dos dias e o guarda- -chuva dos apoios sociais, pessoas que se refugiam na degradação dos salários e do mercado laboral para justificaram a apatia e a indolência e pessoas que, apesar disso tudo e de muito mais, levantam a cabeça e, seguras do seu mérito, não abandonam a batalha...

Verdade que esta realidade não é um exclusivo português. Verdade que há imensos exemplos de pessoas dentro desta faixa etária que, com arte, engenho e suor, conseguiram escapar a esta miserável estatística. Verdade que, hoje, os jovens estão mais preparados para fugirem, se quiserem, aos apelos do facilitismo. Mas é verdade também que as condições em que o país vive - e viverá durante muitos anos, se o juízo assomar à cabeça dos nossos líderes políticos, empresariais e sindicais - não auguram nada de bom.

Os empregos não brotarão. O mercado laboral não aguentará a rigidez que hoje mantém. O acesso aos serviços de saúde e à educação deixará de ser tão descaradamente fácil, para alguns. Os subsídios e apoios sociais tenderão a diminuir. Ou seja: o Estado, exaurido como está, tem que se reinventar - e não se reinventará mantendo- -se como inesgotável fonte de ajudas para os que mais precisam e para os que, precisando, podem lutar mais para deixar de precisar.

De modo que a "geração nem-nem" tenderá a engrossar a estatística. A menos que, em bom português, faça pela vida. O primeiro e inescapável facto a ter em conta é este: a breve prazo, o Estado não os poderá sustentar.

ver todos os artigos do autor
 



Câmara do Porto quer garantir que o forte de São Francisco Xavier se mantém njo domínio público
foto Fernando Oliveira/Global Imagens

Ministério admite negociar Castelo do Queijo com a Câmara do Porto

 
O ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco disse esta quinta-feira, no Funchal, que está disponível para negociar com o presidente da Câmara do Porto a manutenção do forte de São Francisco Xavier nas mãos do Estado.
 
 
Cartoon Elias o sem abrigo de R. Reimão e Aníbal F. 30-01-2015

"BPI tem acionistas fortes" para comprar o Novo Banco

O presidente do BPI afirmou esta quinta-feira que, apesar dos prejuízos apresentados em 2014, o banco tem todas as condições e "acionistas fortes" para mobilizar recursos para a possível aquisição do Novo Banco.

Dez pessoas mortas pelo Boko Haram nos Camarões

Dez pessoas foram mortas entre terça e quarta-feira no extremo norte dos Camarões por homens identificados como sendo o grupo extremista nigeriano Boko Haram.

Seis militares egipcios mortos e 30 feridos no Sinai

Pelo menos seis militares morreram, esta quinta-feira, e 30 ficaram feridas num ataque contra uma posição das forças de segurança egípcias em el-Arish, no norte do Sinai, e contra dois postos de controlo, segundo as autoridades.

CDS-PP acusa Oposição de "número" em torno de carta de Salgado

O CDS-PP acusou os partidos da Oposição de fazerem um "número" em torno da carta de Ricardo Salgado enviada à comissão de inquérito BES/GES e do pedido de audições no Parlamento.

PSD quer saber "fundamentos" para pedir esclarecimentos a Cavaco Silva

O PSD disse esperar conhecer os requerimentos da Oposição para que o presidente da República preste esclarecimentos na comissão de inquérito BES/GES, mas lembra que até ver não houve um único pedido de documentação ou audição...

Oposição desafia Cavaco e envia-lhe perguntas sobre o BES

PS, PCP e o BE anunciaram, esta quinta-feira à tarde, no Parlamento que tencionam enviar perguntas ao Presidente da República, para que esclareça qual o seu envolvimento neste processo. Os requerimentos têm, contudo, de ser...

Frutos vermelhos e alguns peixes aliviam dor oncológica

Os frutos vermelhos e os peixes gordos, como a cavala, o salmão e a sardinha, têm propriedades anti-inflamatórias que "podem aliviar em muito" a dor dos doentes oncológicos ou com doenças neuromusculares, disse à Lusa a dietista...

Judeus ganham "porto de abrigo" em Portugal

Os judeus sefarditas podem tomar de novo o rumo de Portugal 500 anos depois. O Conselho de Ministros aprovou, esta quinta-feira, o decreto-lei que regulamenta a concessão da nacionalidade portuguesa, por naturalização, aos...

Inquérito

Concorda com a adoção por casais homossexuais?

Sim
Não

Dossiês

A detenção de Sócrates
A detenção de Sócrates
O caso BES
O caso BES
Português atual
Português atual

NOS ConferênciaPrémioInovaçãoNOS - JN Destaque
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - JN Destaque
BT Edições Multimédia
 
1ª Liga
1|Benfica46
2|FC Porto40
3|Sporting39
4|V. Guimarães35
5|Sp. Braga31
6|Belenenses27
7|P. Ferreira26
8|Estoril25
9|Rio Ave24
10|Moreirense24
11|Marítimo23
12|Nacional21
13|Boavista19
14|V. Setúbal17
15|Arouca15
16|Académica12
17|Penafiel12
18|Gil Vicente10

Serviços


14º
HOJE, 30 de Janeiro

Amanhã10º |
Domingo10º |
Segunda12º |
Terça12º |

 

banner Barómetro Tomar o pulso ao país


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled