JN

Triste marco histórico

Publicado

 

No passado dia 18 de Janeiro foi assinado, com enorme dose de propaganda enganosa, o acordo "Compromisso para o Crescimento, Competitividade e Emprego", subscrito pelo Governo, pelas confederações patronais e pela UGT. Passos Coelho afirmou em Setembro (na festa do PSD), que convidava os parceiros sociais para um processo de concertação social com vista a "credibilizarem os sacrifícios necessários". Entretanto, o Governo vem apresentando aos portugueses o conteúdo do memorando da troika como o "interesse do Estado".

Na assinatura do acordo, Passos Coelho disse que os subscritores conseguiram "ser mais audaciosos, mais inovadores e mais audazes" do que aquilo que estava nas pretensões da troika e considerou o dia 18 de Janeiro como "dia histórico".

Já na véspera, "o Álvaro" tinha expressado a sua douta interpretação do feito alcançado: "Portugal mostra ao Mundo, aos mercados... que estamos a lançar as bases para vencer a crise", acrescentando que "o país sai daqui com um acordo que reforça a competitividade da economia nacional e em que se lançam as bases para o crescimento económico".

Quais os conteúdos concretos que levam o ministro a fazer tais afirmações?

Afinal, o que é histórico neste acordo? O facto de serem as exigências internacionais de credores e agiotas a balizá-lo?

A designação do acordo foca o crescimento, a competitividade e o emprego, mas as medidas que inscreve são absolutamente residuais nestas áreas. Dali não vêm compromissos sérios para assegurar crescimento ou melhoria da competitividade.

É urgente análise e debate qualificado entre economistas e outros especialistas destas matérias para se pôr a nu a fraude da designação do acordo e o vazio das propostas no que diz respeito a soluções para a nossa economia.

Governo e patrões priorizam os interesses dos accionistas das empresas no acesso aos meios do Estado e reforçam a unilateralidade do poder dos patrões nas relações de trabalho, tentando apresentar essa "inovação e audácia" como factor de melhoria da competitividade.

Que competitividade é essa e a quem serve?

Esta semana, o presidente da CAP afirmava numa entrevista que "de há uns meses para cá o pacote laboral tem tomado conta de toda a negociação". E o presidente da CIP disse, no dia 18, ao "Diário de Notícias", que "de facto sai deste acordo um quadro mais penalizador para os trabalhadores".

O acordo corporiza um conjunto de compromissos para profundos cortes nos direitos laborais e sociais, propiciando a passagem de uma parte significativa da riqueza dos trabalhadores para os accionistas das empresas. O patronato aplaude porque lhe é favorável, mas sabem bem que isso não vai resolver os problemas estruturais da economia e das empresas.

Os trabalhadores, com a sua luta, com os seus argumentos, que importantes sectores da sociedade reconheceram justos, derrotaram a tentativa de imposição de 2,5 horas de trabalho forçado por semana, mas esse objectivo foi colocado à sociedade numa jogada ardilosa. Serviu de ameaça desmedida para que, no imediato, não se desse importância a um enorme conjunto de medidas gravosas que o Governo e os sectores patronais retrógrados querem impor aos trabalhadores, aos desempregados, aos reformados.

O acordo visa entregar aos patrões todo o poder para despedir, para alterar os horários a seu bel-prazer e generalizar a precariedade, para voltar a colocar o trabalho ao sábado, reduzir os salários e outras formas de retribuição, para destruir a contratação colectiva substituindo-a pela relação individual de trabalho, eliminar feriados e dias de férias, para diminuir a protecção social dos desempregados, fragilizar a Segurança Social e provocar um retrocesso social sem precedentes nas relações de trabalho, que contribuirá, desgraçadamente, para que o país continue a afundar-se.

Triste marco histórico este!

Mas o acordo não é lei!

Muitos travões se podem accionar se houver esclarecimento sobre os conteúdos concretos e mobilização dos trabalhadores e das forças sociais e políticas, designadamente, com a intervenção destas aquando da apresentação dos respectivos diplomas na Assembleia da República.

ImprimirImprimirEnviarEnviarEstatísticas
Partilhar
 [?]
 
 
 

A poesia do Porto num roteiro pouco turístico

VER VÍDEO




Estátua com seios grandes causa polémica
Os seios da estátua da mulher do ex-presidente Gheorghe Tatarescu estão a causar polémica na Roménia. O Ministério da Cultura...

O Benfica chega à final da Liga Europa?  info

Sim
Não
 

 
foto Lisa Soares/Global Imagens

Rui Moreira quer transportes sem parar na movida

Carla Sofia Luz
O presidente da Câmara do Porto quer transportes públicos sem parar às sextas e aos sábados. Rui Moreira defende que as composições da Metro e os autocarros da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto operem 24 horas nesses dois dias para servir quem se quer divertir na noite do Porto.

   
 
Mais Notícias

Rastreada 80% da área de busca sem sinais do avião da Malaysia Airlines

Oitenta por cento da área definida para a busca submarina pelo avião da Malaysia Airlines, desaparecido no início de março, foi rastreada, sem que haja qualquer resultado, informaram esta quarta-feira as autoridades que coordenam a missão.

Alegre comemora onde lhe apetece

CARINA FONSECA
Manuel alegre vai comemorar os 40 anos da Revolução dos Cravos no Largo do Carmo, em Lisboa, e não na Assembleia da República. "O 25 de Abril não tem para mim só um significado político, tem um significado afetivo muito profundo. E não me apetece comemorar o 25 de Abril com pessoas que não o têm no coração, ou que não gostam do 25 de Abril. Portanto, vou comemorar onde me apetece", disse, na terça-feira, em Coimbra.

Final da Taça da Liga joga-se a 7 de maio em Leiria

A final da Taça da Liga realiza-se no próximo dia 7 de maio, no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria, a partir das 20.30 horas, anunciou esta terça-feira a Liga Portuguesa de Futebol Profissional, em comunicado.

OMS quer cigarros eletrónicos considerados problema de saúde

A Organização Mundial de Saúde quer que os cigarros eletrónicos sejam tratados da mesma forma que os cigarros tradicionais. Apesar de não existirem evidências científicas sobre os perigos a longo prazo, está demonstrado que os cigarros eletrónicos contém substâncias tóxicas e cancerígenas iguais às do tabaco.

Facebook lidera os "logins" em serviços online

O Facebook é a rede social mais usada para criar contas em serviços online, revelam dados divulgados pela empre norte-americana Gigya. O segundo lugar pertence ao Google+.

IGAI abriu dois processos disciplinares à manifestação de polícias

A Inspeção-Geral da Administração Interna abriu um processo de inquérito e dois processos disciplinares à manifestação de polícias, que terminou com a invasão da escadaria da Assembleia da República.


Dossiês

Viseu a património da humanidade
Viseu a património da humanidade

/Dossies/dossie.aspx?dossier=Viseu a património da humanidade

40 anos do 25 de Abril
40 anos do 25 de Abril

/Dossies/dossie.aspx?dossier=40 anos da revolução de abril

Português atual
Português atual

/Dossies/dossie.aspx?dossier=Português atual


Cartoon Elias o sem abrigo, de R. Reimão e Aníbal F

Especiais

Roller Derby: Guerreiras sobre patins

Roller Derby: Guerreiras sobre patins

Multimédia
Blogues
Inquérito



Continente UVA D'OURO 2014
Empreendedorismo
Amazing Romance in Thailand - JN Destaque (Participação)
fbem gif

banner Barómetro Tomar o pulso ao país
Economia Social
Últimas
+Lidas
+Comentadas
+Pesquisadas
 
 


Liga Zon Sagres
Classificação
Resultados
Próxima Jornada
1 - Benfica (73)
2 - Sporting (66)
3 - FC Porto (58)
4 - Estoril (50)
5 - Nacional (44)
6 - Marítimo (37)
7 - Sp. Braga (36)
8 - V. Setúbal (35)
9 - Académica (33)
10 - V. Guimarães (31)
11 - Rio Ave (31)
12 - Arouca (28)
13 - Gil Vicente (28)
14 - Belenenses (24)
15 - P. Ferreira (23)
16 - Olhanense (21)

Serviços


TEMPO Dados fornecidos por Wunderground
  • 16ºC
  • 9ºC
  • HOJE
  • 14ºC
  • 8ºC
  • AMANHÃ

 

Media Lab
destaque conselhoeditorial


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled