Casado mas com vida de solteiro
08.04.2012
Jorge Fiel

Neste dia em que celebramos a Ressurreição, sei que corro o risco de parecer herege ao citar James Joyce, que para modelo ideal de homem preferiu Ulisses a Jesus, que considerava incompleto por nunca ter casado.

Nos primeiros 30 anos de vida, Cristo levou uma existência apagada. Com José, o pai legal, aprendeu o ofício de carpinteiro. E estudou as Escrituras, como qualquer jovem judeu da época. Nos três últimos e extraordinários anos da sua vida, abundantemente documentados nos Evangelhos, foi bondoso com os enfermos e ajudou pobres, humilhados e ofendidos. Mas quanto a mulheres, apenas sabemos que perdoou a pecadora e libertou Maria Madalena dos "sete demónios". Não viveu com nenhuma.

Dou razão a Joyce. Viver com outra pessoa é uma das coisas mais difíceis que um homem tem de fazer. Obriga à busca permanente de consensos e equilíbrios entre direitos e obrigações e à generosidade de partilhar não só os bons momentos mas também aturar os maus.

Recordo Joyce e a vida de Cristo a propósito da muita hipocrisia e irresponsabilidade que anda no ar a propósito da ratificação do Tratado Orçamental, que 25 dos 27 membros da UE aprovaram a 2 de março, obrigando-se a transpor de forma permanente, para o ordenamento jurídico nacional, a regra de ouro do défice orçamental não exceder 0,5% do PIB e a divida pública ser inferior a 60% da riqueza nacional.

Vale a pena parar um pouco para pensar nisto, evitarmos cair na demagogia barata e sermos contaminados pela argumentação desonesta de políticos medrosos ou que, em respeito pelo seu passado, melhor fariam em estar calados e a gozar as delícias da reforma, abstendo-se de ser mal-educados e ainda por cima mandarem para nós a conta das multas por excesso de velocidade.

Perdidas as colónias, optamos por casar com a Europa. Em 86, fomos admitidos na CEE. De então para cá vivemos sempre acima das nossas possibilidades, beneficiando de um casamento acima da nossa classe, pelo que fomos dizendo sempre que sim quando chamados a reforçar os votos matrimoniais. Aplaudimos com entusiasmo o mercado único, a livre circulação de pessoas e mercadorias. Deliramos orgulhosos por nos deixarem entrar no clube restrito da moeda única.

Andamos felizes e contentes a esbanjar muito mais do que produzíamos até darmos por nós a balouçar à beira do abismo da falência. A Europa rica, com que estamos casados de livre vontade, deu-nos a mão, quando lhe pedimos ajuda, mas naturalmente impõe condições.

Digo naturalmente, fazendo coro com Campos e Cunha, quando o primeiro ministro das Finanças de Sócrates diz: "Uma vez que não nos soubemos governar é melhor aceitar a tutela".

Digo naturalmente, subscrevendo por baixo o exemplo luminoso que Teixeira dos Santos (sucessor de Campos e Cunha) dá aos seus alunos da FEP: "Não podemos estar casados e continuar a levar vida de solteiro".

ver todos os artigos do autor
 

Documentário mostra os problemas na ajuda aos sem-abrigo

VER VÍDEO




 
 
Cartoon Elias o sem abrigo de R. Reimão e Aníbal F. 22-11-2014

Tarifa social para a água obrigatória a partir de 2016

Os serviços de água vão ter de aplicar obrigatoriamente tarifas sociais a partir de 2016, mas o regulador acredita que muitos vão fazê-lo voluntariamente antes desta data, adiantando que mais de metade dos operadores já as...

Prisão preventiva para três suspeitos de homicídio de casal da Lousã

O Tribunal de Instrução Criminal de Coimbra decretou prisão preventiva para três dos quatro suspeitos de homicídio de um casal da Lousã e de roubo agravado.

Mulher com 100 anos vê o mar pela primeira vez

A norte-americana Ruby Holt viu o mar, pela primeira vez, apenas algumas semanas antes de completar 101 anos. "Nunca vi nada tão grande", disse.

Dragão reforça laços com Angola

O tão aguardado encontro, em Luanda, entre os presidentes de Angola e do F. C. Porto, José Eduardo dos Santos e Pinto da Costa, respetivamente, realizou-se sexta-feira, tendo o líder portista saído muito agradado da audiência.

Perto de cinco mil pessoas deixaram de receber RSI

Em dois meses, quase cinco mil pessoas perderam o direito a receber o Rendimento Social de Inserção, segundo os dados do Instituto da Segurança Social relativos a outubro, que revelam a existência de 206913 beneficiários.

Seis feridos em Vila Viçosa e Borba após rixa e tiroteio

Uma rixa envolvendo agressões com armas brancas em Vila Viçosa, distrito de Évora, e um tiroteio em Borba provocaram, esta sexta-feira à noite, seis feridos, dois dos quais em estado grave.

Sporting goleia Varna e vai discutir primeiro lugar na UEFA Futsal Cup

O Sporting goleou, esta sexta-feira, os búlgaros do Varna por 8-2, na segunda jornada do grupo A da Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup, em Odivelas, e vai discutir o primeiro lugar com o Inter Movistar.

Inquérito

Como avalia a escolha de Anabela Rodrigues para ministra da Administração Interna?

Boa

Dossiês

O caso BES
O caso BES
Viseu a património da humanidade
Viseu a património da humanidade
Português atual
Português atual

Conferência 3º Aniv DV - JN Destaque 300x100
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 JN (Pintura) (22-24Nov)
 

Futebol

Vídeos da Liga
1ª Liga
Classificação
Resultados
Próxima Jornada
1 - Benfica (25)
2 - V. Guimarães (23)
3 - FC Porto (22)
4 - Belenenses (20)
5 - Sp. Braga (18)
6 - P. Ferreira (18)
7 - Rio Ave (17)
8 - Sporting (17)
9 - Moreirense (13)
10 - Marítimo (12)
11 - V. Setúbal (11)
12 - Estoril (10)
13 - Boavista (10)
14 - Académica (8)
15 - Nacional (8)
16 - Arouca (8)
17 - Penafiel (4)
18 - Gil Vicente (3)

Serviços


TEMPO Dados fornecidos por Wunderground
  • 17ºC
  • 13ºC
  • HOJE
  • 18ºC
  • 12ºC
  • AMANHÃ

 

banner Barómetro Tomar o pulso ao país


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled