Mário Zambujal parodia como será Lisboa em 2044

13.10.2009 - 00:30
Uma "paródia" com acção centrada em 2044 e que reforça algumas tendências do mundo actual é como Mário Zambujal define o seu novo livro, "Uma noite não são dias", a apresentar hoje ( 18.30 h) no Cabaret Maxime, em Lisboa.
 

"Este livro é uma paródia, com uma atmosfera muito caricaturada do que poderá vir a ser Lisboa em 2044 e que surge na sequência de algumas tendências actuais, como o incontornável avanço das tecnologias, mas a pouca mudança no que toca à condição humana", disse Mário Zambujal .

Para o autor, "Uma noite não são dias" é um livro que se pretende "risonho e brincalhão", mas que também pode ser visto com "alguma seriedade".

Exemplifica com o aumento da esperança de vida, tema aflorado no livro e que o Governo do Estado fixa em 103 anos em 2044 e o consequente aumento da idade de reforma, que na mesma data pretendem alterar dos 81 para os 84 anos.

"É claro que isso é uma caricatura, mas é óbvio que se a esperança de vida for aumentando, o que é bom, poderá aumentar a idade da reforma, o que já é mau", sublinha.

Tal como é uma caricatura em 2044 já não ser necessário qualquer chave para abrir uma porta, bastar apenas pronunciar uma palavra-chave, acrescenta.

Mário Zambujal diz que aborda temas universais e transversais a todas as épocas, como o amor, a paixão, o desamor e os triângulos amorosos.

Ler Artigo Completo
 
 
Cronologia 2014
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - JN Destaque
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
TSF Superbrand - JN destaque
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
Mais Cultura
19.12.14
A sinagoga portuguesa de Amesterdão, na Holanda, construída no século XVII, está entre os 42 nomeados para o Prémio Museu Europeu do Ano 2015, ...
19.12.14
A longa-metragem de ficção "Crime", baseada numa peça de teatro e inspirada no homicídio do cronista Carlos Castro, deverá ser estreada nos cinemas...
18.12.14
O espólio de Almeida Garrett, constituído por mais de 400 páginas manuscritas entre 1839 e 1854, foi adquirido pelo Estado à família Futscher Pereira...
18.12.14
Um rapaz de cartão com uma consciência ecológica é o protagonista do filme "Papel de natal", média metragem de animação de José Miguel Ribeiro...
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.



Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled