Carreira de Messi começou no Estádio do Dragão

 | 02.12.2009 - 00:30
Do Dragão até ao topo do mundo. Este o percurso de Lionel Messi, desde a estreia pelo Barcelona, no Porto, em 2003, até à vitória na Bola de Ouro 2009, com uma votação histórica. Segue-se a consagração suprema, como Jogador FIFA, no dia 21.
 

Não houve surpresa! Lionel Messi, 22 anos, viu premiada uma época fantástica, em termos colectivos e individuais, com a primeira grande distinção da carreira: a prestigiada Bola de Ouro. O craque argentino foi peça fundamental no histórico triplete do Barcelona - vitórias na Liga e Taça de Espanha e Liga dos Campeões -, conseguindo sagrar-se ainda o melhor marcador da equipa catalã (38 golos em todas as provas) e o máximo realizador da Champions (9).

Leia Também

Se Messi era o grande favorito a suceder a Cristiano Ronaldo, o terceiro português a vencer o troféu, após Eusébio (1965) e Luís Figo (2001), ninguém esperava uma vitória tão avassaladora. "La Pulga", como é conhecido o pequeno argentino de 22 anos, recolheu 473 votos, em 480 possíveis, sendo a primeira escolha de 90 dos 96 votantes. Nunca um jogador tinha sido tão votado.

Cristiano Ronaldo ficou no segundo lugar, com 233 votos. O pódio completou-se com o espanhol Xavi (170 votos), do Barcelona, clube que colocou quatro jogadores nos primeiros cinco lugares - Iniesta foi quarto e o camaronês Eto'o, agora no Inter, quinto.

Sétimo jogador do Barcelona a ser distinguido com o troféu, Lionel Messi é o primeiro argentino a conquistar a Bola de Ouro - Alfredo Di Stefano (1957 e 1959) e Omar Sivori (1961) já tinham adquirido as nacionalidades espanhola e italiana quando venceram - desde que o prémio, estabelecido pela revista France Football em 1956, foi aberto a todos os jogadores a actuar na Europa (1995) e posteriormente a nível mundial (2007).

Nascido na cidade de Rosário, no dia de São João (24 de Junho de 1987), Messi tornou-se no terceiro jogador mais novo a vencer a Bola de Ouro. O mais jovem é o brasileiro Ronaldo (21 anos, em 1997), seguido do inglês Michael Owen (22 anos, em 2001).

Um problema hormonal, que lhe causava problemas de crescimento, acabou por colocar Messi na rota do Barcelona. Os pais não tinham dinheiro para custear o tratamento (900 dólares mensais) e o Barça dispôs-se a ajudar se o pequeno - daí o apelido "La Pulga" - conseguisse convencer os técnicos. Bastaram sete minutos para que Messi, então com 13 anos, entrasse para a equipa de infantis. Uma aposta ganha pelo Barça, com Messi a bater todos os recordes do clube, entretanto superados por outro jovem, Bojan Krkic.

Ler Artigo Completo
 
 
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
VER VÍDEO
Live Trailers

Virados do Avesso

AtualidadeO anúncio das medidas de coação aplicadas a Sócrates
Live ClipsMC dos Dealema lança o segundo disco a solo
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

9 Comentários


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled