JN
FERRAMENTAS
ESTATÍSTICAS
Patrocínio
 

Função pública com cortes nas ajudas de custo e subsídio de transporte

Publicado

Ana Paula Lima
 

A partir de hoje, quarta-feira, os funcionários públicos vão ter cortes que variam entre 15% e 20% nas ajudas de custo e de 10% no subsídio de transporte. Estão também oficialmente proibidos de acumular vencimentos com pensões e vão pagar mais para a Caixa Geral de Aposentações.

 
foto RUI OLIVEIRA/GLOBAL IMAGENS
Função pública com cortes nas ajudas de custo e subsídio de transporte
Ministro das Finanças, Teixeira dos Santos
 

O decreto-lei com as medidas de redução da despesa previstas no Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) para 2010-2013 foi publicado, ontem, em Diário da República, e a maior parte das alterações entram já hoje em vigor.

Entre as alterações destinadas a diminuir as despesas do Estado, com o objectivo de reduzir o défice orçamental para 7,3% do Produto Interno Bruto (PIB), em 2010, e para 4,6% do PIB, em 2011, está um corte sobre o valor das ajudas de custo e do subsídio de transporte a que os trabalhadores públicos, que se deslocam em serviço em Portugal e no estrangeiro, têm direito.
Nas ajudas de custo os cortes variam entre 15 e 20% e nos subsídios de transporte a redução é de 10%.

A partir de agora os funcionários públicos não podem acumular vencimentos públicos com pensões e no caso de escolherem receber o vencimento têm dez dias para solicitar à Caixa Geral de Aposentações (CGA) a suspensão do pagamento da pensão até ao momento em que deixem de exercer funções. O decreto-lei especifica, ainda, que os aposentados e o pessoal militar na reserva fora de serviço só podem exercer funções públicas pagas se tiverem uma autorização do Governo ou se houver uma lei especial que o permita. Já os aposentados por incapacidade ou que tenham sido obrigados a aposentar-se não podem exercer funções públicas.

Os funcionários públicos vão, também, ver aumentados os descontos para a CGA em um ponto percentual. As contribuições variam agora entre os 8%, para efeitos de aposentação, e 3%, para pensões de sobrevivência.

O decreto-lei estipula, ainda, novas regras para os regimes de trabalho extraordinário e nocturno que entram em vigor a 1 de Janeiro do próximo ano. Neste caso, as alterações visam estender a todos os trabalhadores com contratos de trabalho em funções públicas as regras que vigoram no Regime do Contrato de Trabalho em Funções Públicas, "independentemente da carreira e ou estatuto profissional em que se enquadrem". Desta forma, passam a ter de cumprir as regras de trabalho extraordinário e nocturno os trabalhadores da administração central, regional e local, dos órgãos de serviços de apoio ao presidente da República, à Assembleia da República, ao Ministério Público e aos tribunais.

Ler Artigo Completo (Pág.1/2) Página seguinte
 
 

Comentários
Reacções no Twitter
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados Pessoais

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado





Multimédia
Blogues
Inquérito



Continente Uva d'Ouro - JN 300x100

Cofidis 300x100 21-26 julho
Últimas
+Lidas
+Comentadas
+Pesquisadas
 
 

Serviços


TEMPO Dados fornecidos por Wunderground
  • 22ºC
  • 17ºC
  • HOJE
  • 24ºC
  • 16ºC
  • AMANHÃ

 

destaque conselhoeditorial
banner Barómetro Tomar o pulso ao país
Economia Social


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled