Espanha tem três milhões de desempregados de longa duração

20/09/2012
Os desempregados de longa duração em Espanha - sem trabalho há mais de um ano - são quase três milhões de pessoas e representam 52,2% do total dos que não estão a trabalhar.
 

Segundo a organização de empresas de trabalho temporal AGETT, no final de junho o total de desempregados de longa duração em Espanha era de 2.974.000, com o desemprego entre os maiores de 55 anos a quadruplicar desde o início da crise.

O desemprego para os maiores de 55 anos passou de 5,5% no terceiro trimestre de 2007 a 16,8% no segundo trimestre deste ano, com um total de 495.700 pessoas nesta situação.

Na sua análise, a AGETT refere que 67% dos desempregados com mais de 55 anos está há procura de trabalho há mais de um ano, mas que é também o grupo mais ativo na procura de trabalho.

"A necessidade de conseguir rendimentos extras para compensar a perda de emprego dos demais membros da família leva essa geração a ter que sair em busca de emprego", afirmou.

Todas as comunidades autónomas do país, exceto Castela la Mancha e La Rioja, aumentaram o peso dos desempregados de longa duração, com o valor mais elevado a registar-se em Valência, onde atinge os 55,3%.

O estudo confirma também que o ritmo de destruição de emprego tem sido praticamente o mesmo quer no setor privado quer no público, respetivamente de 6,0% e de 5,5%.

Ler Artigo Completo
 
 
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
Mais Economia
24.04.15
O Conselho Económico e Social decretou serviços mínimos de segurança e manutenção para a greve parcial de terça-feira no Metropolitano de Lisboa,...
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

 


Global Notícias - Media Group S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled