Bruxelas diz que relatório do FMI é "passo importante na revisão da despesa"

10.01.2013 - 12:31
A Comissão Europeia escusou-se, esta quinta-feira, a comentar medidas do relatório sobre a despesa do Estado português, encomendado pelo Governo ao FMI, adiantando que este é "um passo importante na revisão da despesa que está em curso".
 
Bruxelas diz que relatório do FMI é "passo importante na revisão da despesa"
foto leonel de castro/Global Imagens
Bruxelas elogia relatório do FMI

O porta-voz da Comissão Europeia para os Assuntos Económicos e financeiros, Simon O'Connor, disse, na conferência de imprensa diária, que o relatório do FMI divulgado, na quarta-feira, "não é um ponto final neste processo, mas um passo importante na revisão da despesa que está em curso".

"Não vou comentar sobre as ideias específicas que constam no relatório", salientou O'Connor, adiantando que este será seguido "nos próximos meses" de discussões, no âmbito da sétima revisão do programa da 'troika' (Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu), que terá lugar em fevereiro.

Bruxelas irá ainda debater com o Governo, lembrou o porta-voz, o programa de estabilidade português para este ano e também o de 2014, "que será apresentado no outono".

No relatório sobre a despesa do Estado, o Fundo Monetário Internacional (FMI) sugere uma redução até 20% no número de trabalhadores do Estado nas áreas da educação, segurança e ainda nos administrativos com baixas qualificações.

O FMI defende também mudanças no sistema de pensões, como cortes transversais entre 10% e 15%, o aumento da idade da reforma para os 66 anos ou o pagamento dos subsídios apenas caso a economia cresça determinado valor.

Na área da saúde, a organização refere que o valor pago pelos utentes na aquisição dos medicamentos pode aumentar, tal como o valor das taxas moderadoras no acesso aos cuidados de saúde.

 
 
Conferência 3º Aniv DV - JN Destaque 300x100
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
VER VÍDEO
Artes e Vida

Documentário mostra os problemas na ajuda aos sem-abrigo

ReportagensA pesca é gosto que fica no corpo
AtualidadePassageiros querem metro do Porto permanente
Mais Economia
22.11.14
Os serviços de água vão ter de aplicar obrigatoriamente tarifas sociais a partir de 2016, mas o regulador acredita que muitos vão fazê-lo voluntariamente...
21.11.14
Em dois meses, quase cinco mil pessoas perderam o direito a receber o Rendimento Social de Inserção, segundo os dados do Instituto da Segurança...
21.11.14
O Estado português atribuiu cerca de 309 mil prestações de desemprego em outubro, deixando sem estes apoios mais de 392 mil desempregados.
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

34 Comentários


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled