Homem acusado de tentar agredir ministro diz que tinha os seguranças à espera dele

 | 07/11/2012
O jornalista acusado de ter tentado agredir o ministro Miguel Relvas contou ao JN o que se passou no Hotel do Canal, na cidade da Horta, nos Açores. Nuno Ferreira, que ficou sujeito a termo de identidade e residência, garante que não tentou entrar no quarto do ministro, nem tentou agredir os seguranças.
 
Facebook
Nuno Ferreira está a percorrer a pé as ilhas açorianas depois o ter feito no Continente

Nuno Ferreira falou ao JN esta quarta-feira de manhã, enquanto esperava pela hora em que seria presente ao juiz do Tribunal da Horta, pelas 14 horas.

O escritor garante que não tentou entrar no quarto do ministro, nem tentou agredir ninguém e queixa-se de que tinha os seguranças do governante à sua espera, quando regressou ao quarto ao final da tarde.

"Quando cheguei ao corredor tinha homens à minha espera e fui interpelado pelo que já tinha falado comigo no restaurante", contou. "Queria saber o que é que eu andava a fazer e eu disse que o que queria era que ele não me batesse".

Segundo explicou, cruzou-se pela primeira vez com a comitiva do ministro Miguel Relvas, terça-feira, à hora do almoço, no restaurante do hotel onde ambos estiveram hospedados, o Hotel Canal, na Horta.

Miguel Relvas pernoitou na Horta para assistir à tomada de posse do Governo Regional, local escolhido por Nuno Ferreira para dormir antes de retomar o trabalho de percorrer a pé as ilhas açorianas. "Estou no Açores no âmbito do meu projeto 'Açores a pé", explicou. "Sábado, dia 27, estava no Pico e decidi ir a casa, ao continente, porque já estava há bastante tempo sem lá ir", acrescentou.

Esteve em casa, na Costa da Caparica, uma semana, no final da qual regressou ao trabalho e aos Açores. "A Terceira é a sétima ilha que faço a pé", disse, garantindo desconhecer que estava agendada para aquele dia a tomada de posse do Governo Regional.

Ler Artigo Completo
 
 
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora
subscrever

 
 
Mais Justiça
03.08.15
Com a promessa de que receberia 100 euros, levou a filha a prostituir-se com um amante e a deixar outro indivíduo, com quem matinha relações sexuais...
01.08.15
Os inspetores do SEF decidiram suspender a greve prevista para a primeira quinzena deste mês, porque chegaram a acordo com o Governo, a quem exigiam...
31.07.15
Os oito arguidos de envolvimento em tráfico de pessoas ficam detidos em prisão preventiva, mas quatro podem ficar em casa com pulseira eletrónica...
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

 



Global Notícias - Media Group S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled