"Milagre" do Hudson e "piloto herói" nas bocas de todo o mundo

16/01/2009
O piloto que operou o "milagre" do rio Hudson, ao dirigir o Airbus para as águas geladas onde amarou de emergência permitindo o salvamento dos 155 ocupantes, é o "herói" da imprensa e das conversas dos norte-americanos desta sexta-feira
 
TAGS

"O herói de Hudson", titula o New York Daily News no seu 'site' na internet, num texto que se junta aos elogios feitos pelo presidente da câmara de Nova Iorque e pelos passageiros ao sangue-frio do comandante, um antigo piloto da Força Aérea dos Estados Unidos de 57 anos.

O acidente, que ocorreu minutos depois da descolagem do Airbus320 da companhia US Airways do aeroporto nova-iorquino de La Guardia, foi provocado pela colisão do aparelho com um bando de aves, segundo as primeiras conclusões da Aviação Civil Americana (FAA).

O aparelho tinha acabado de partir com destino a Charlotte, na Carolina do Norte, quando a colisão provocou a paragem dos dois reactores, um dos quais se terá incendiado. Nesse momento, o comandante avisou os passageiros de que ia tentar uma amaragem e avisou-os de que deviam proteger-se do forte impacto.

"Fez-se silêncio a bordo. Algumas pessoas começaram a rezar", relatou um dos passageiros, Fred Baretta, à televisão CNN.

"De repente, o comandante falou connosco e disse-nos que nos preparássemos para algo claramente violento", contou outro passageiro, Jeff Kolodjay.

O piloto, Chesley Sullenberger, conseguiu então controlar o avião e encontrar uma rota nos céus de Nova Iorque para descer em direcção ao rio Hudson e evitar uma catástrofe na cidade.

Ler Artigo Completo
 
 
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
Mais Mundo
28.04.15
Duas centenas e meia de pessoas poderão estar desaparecidas no Nepal, devido a uma avalanche ocorrida nesta terça feira no Parque Nacional de Langtang...
28.04.15
Um grupo de 16 trabalhadores estrangeiros, maioritariamente portugueses e sul-africanos, foi suspenso das suas atividades por se encontrar em situação...
28.04.15
Três homens foram detidos em relação com o assassínio e violação de uma freira austríaca de 86 anos num convento no leste da África do Sul.
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

 


Global Notícias - Media Group S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled