Restrições à imigração na Suíça são "tendência da UE"

24.04.2013 - 19:23
A decisão do governo suíço de alargar restrições à entrada de imigrantes "acompanha uma tendência da União Europeia", criticou esta quarta-feira o Partido Comunista Português.
 

Em declarações à Lusa, Rui Fernandes, membro da Comissão Política do PCP, manifestou-se "contra" a decisão tomada pelo governo suíço, no sentido de prolongar por mais um ano as restrições à entrada de imigrantes da Europa Central e Oriental e de as alargar, a partir de maio, a todos os cidadãos de países da União Europeia.

Leia Também

Considerando que a decisão suíça "acompanha orientações decididas no âmbito da União Europeia", o responsável comunista admite a possibilidade de vir a ser este "o caminho" noutros países, incluindo Portugal, dado que o Governo "já assumiu, do ponto de vista interno", a Diretiva do Retorno.

"Apelidada de diretiva da vergonha", aquela legislação comunitária abre caminho a "uma seleção, uma catalogação, uma hierarquia" entre os imigrantes "empreendedores e com capacidade para montar negócios", que serão recebidos "de braços abertos", e "os outros, os que vão à procura de trabalho".

O Conselho Federal da Suíça decidiu ativar uma cláusula de salvaguarda prevista no acordo sobre livre circulação de pessoas assinado com a União Europeia em 2002.

Esta cláusula é uma opção de controlo, que permite à Suíça estabilizar, de forma unilateral, as quotas máximas de títulos de residência, de curta e longa duração, decisão que vai afetar os cidadãos portugueses que pretendem emigrar para a Suíça.

Entre janeiro e novembro de 2012 emigraram para a Suíça mais de 12.960 portugueses, segundo a Agência Federal para a Imigração da Suíça. A comunidade portuguesa na Suíça está estimada em 240 mil pessoas.

Ler Artigo Completo
 
 
EntrepostoCRP SemanaCliente - JN 300x100
Unibanco - JN 300x100
Empresas na Caixa 300x100 JN
BT Edições Multimédia
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
Mais Mundo
21.10.14
O Parlamento Europeu atribuiu esta terça-feira o Prémio Sakharov 2014, galardão que premeia a liberdade de pensamento e a defesa dos direitos humanos...
21.10.14
"Jihadistas" apedrejaram até à morte uma jovem síria acusada de adultério, segundo um vídeo colocado esta terça-feira na internet pelo grupo extremista...

Comentários
Reacções no Twitter
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados Pessoais

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado






Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled