Escravas sexuais durante uma década

08.05.2013 - 17:06
As três adolescentes que viveram sequestradas durante quase 10 anos terão servido como escravas sexuais dos três irmãos Castro, em Cleveland, nos EUA. A polícia encontrou cordas, correntes e outro material usado para as manietar durante as violações de que foram vítimas.
 
AFP PHOTO / WOIO
Amanda Berry, ao centro, abraçada à irmã, esquerda, e à filha que teve na casa dos captores

Os relatos dos vizinhos, que dizem ter visto, e comunicado à polícia, a existência de estranhos jogos sádicos no quintal de Ariel Castro deixam perceber que as três jovens foram vítimas de repetidos abusos, durante os 10 anos de cativeiro.

Amanda Berry, de 27 anos, Gina De Jesus, de 23, e Michelle Knight, de 32, já são apelidadas, por muitos jornais e outros sites na Internet, de "escravas sexuais".

Segundo os vizinhos, as mulheres foram vistas no pátio da casa a andar de gatas, nuas, acorrentadas e com trelas de cão ao pescoço. Na casa foram encontradas cordas e correntes presas no tecto, além de outro material normalmente associado a práticas de "bondage".

Uma das mulheres, conta a cadeia de televisão CBS, engravidou mais do que uma vez, consequência das violações a que foi submetida na casa. Espancada pelos raptores, acabava por abortar.

Amanda Berry, a mulher que deu o alerta, chegou mesmo a ter uma filha, atualmente com seis anos. Segundo os media norte-americanos, Amanda também terá feito alguns abortos, em resultado dos maus tratos físicos, nomeadamente murros no estômago, e a má nutrição.

Das múltiplas violações ao longo dos anos, terão nascido pelo menos cinco bebés, cujo destino se desconhece. O número 2207 da Avenida Seymour, em Cleveland, nos EUA, é uma verdadeira casa de horrores.

Ler Artigo Completo
 
 
Unibanco - JN 300x100
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
Mais Mundo
25.10.14
As autoridades judiciais iranianas enforcaram este sábado de madrugada Reihané Yabarí, a jovem de 26 anos condenada à morte por matar o homem que...
25.10.14
Dezasseis pessoas morreram e outras 11 ficaram feridas num acidente numa mina de carvão na região autónoma de Xinjiang, no oeste da China.
25.10.14
Alyona Smertina e Maria Lypkan vivem em Portugal, mas o "coração está lá", na pátria de onde saíram para ter uma vida melhor. Sempre atentas aos...

Comentários
Reacções no Twitter
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados Pessoais

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado






Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled