Vídeo com presos decapitados choca Brasil

07.01.2014 - 14:58
Vários detidos alegadamente do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão, Brasil, filmaram com um telemóvel parte da selvajaria praticada contra outros presos, incluindo a exibição de corpos ensanguentados e cabeças decapitadas.
 

A cadeia está sobrelotada, com 2.500 internos, num local projetado para receber até 1.700, segundo um recente relatório do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O documento em questão, assinado pelo juiz auxiliar da Presidência do CNJ, Douglas de Melo Martins, foi realizado após uma visita ao presídio, no dia 20 de dezembro de 2013, um dia após a morte de um preso.

Na segunda-feira à noite, o governo do Maranhão anunciou que aceitará a oferta, feita pelo Ministério da Justiça, de transferir parte dos presos de Pedrinhas para Penitenciárias do Governo Federal.

A oferta ocorreu após os ataques deste fim de semana, quando criminosos atacaram esquadras da polícia e incendiaram autocarros, provocando a morte por queimadura de uma criança de seis anos, na segunda-feira. As ações de terror terão sido ordenadas de dentro da cadeia de Pedrinhas.

Ler Artigo Completo
 
 
Conferência 3º Aniv DV - JN Destaque 300x100
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
VER VÍDEO
Artes e Vida

Na cozinha que valeu estrela Michelin

AtualidadeUm dia negro para Sócrates
Live TrailersSerena
Mais Mundo
23.11.14
Cerca de 50 pessoas morreram este domingo no Afeganistão depois de um bombista suicida se ter feito explodir entre o público que assistia a um jogo...
23.11.14
A erupção vulcânica iniciada às últimas horas de sábado na ilha cabo-verdiana do Fogo era previsível, pois o vulcão já dava sinais disso há algum...
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

27 Comentários


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled