Jovem que vendeu virgindade por 600 mil euros pediu 38 mil há dois anos

25.10.2012 - 15:12
A jovem que leiloou a virgindade por 600 mil euros tinha pedido cerca de 38 mil a um empresário da noite brasileira, há dois anos. O homem, que diz já ter feito sexo com mais de duas mil mulheres, recusou. E garante que dormiram em camas separadas.
 
  • Catarina Migliorini leiloou a virgindade por 600 mil euros. 
		 
    www.facebook.com/VirginsWanted
    1/2  |  Catarina Migliorini leiloou a virgindade por 600 mil euros
  • Leilão teve apenas 15 lances, nove dos quais foram feitos do Brasil. 
		 
    www.facebook.com/VirginsWanted
    2/2  |  Leilão teve apenas 15 lances, nove dos quais foram feitos do Brasil
AnteriorPróximo

Catarina Migliorini vendeu a virgindade por 780 mil dólares (cerca de 600 mil euros), num leilão que faz parte de um documentário de um cineasta australiano "Virgins Wanted". Mas, pelos vistos, esta não foi a primeira vez que a brasileira, de 20 anos, tentou lucrar com a... primeira vez.

Oscar Maroni, autodenominado "Rei da Noite" paulista, diz que "Ingrid, há dois anos, ofereceu-se por 100 mil reais", cerca de 38 mil euros. "Podem perguntar-lhe. Ela lembra-se de mim", revelou o dono do Bahamas, mítico clube privado de S. Paulo.

Catarina Migliorini, que está a gravar o documentário "Virgins Wanted" na Austrália, programa que lançou o leilão pela virgindade de dois jovens, a brasileira e um russo, disse que à "Folha" de S. Paulo que conhece Maroni, mas não quis fazer mais comentários.

Já o empresário da noite paulista não tem segredos. Contou que passou um fim de semana com Ingrid, num hotel de cinco estrelas em Balneário Camboriú (a 82,6 km de Florianópolis), cidade vizinha da Itapema onde vive a jovem brasileira, em 2010.

Maroni lembra um jantar romântico e um passeio de mãos dadas pela praia, que terminou no quarto do hotel, com Catarina a apresentar a conta. "Demos uns beijos, mas na hora H ela insistiu em vender a virgindade por 100 mil reais", disse, em declarações à "Folha" de S. Paulo.

"Isso de virgindade é do tempo do meu bisavô, coisa de macho inseguro. Estou fora", disse Maroni, revelando que não houve condições para consumar o ato. Catarina dormiu no sofá, "de pijaminha", e o empresário ficou na cama de casal.

Ler Artigo Completo
 
 
Empresas na Caixa 300x100 JN
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
VER VÍDEO
Atualidade

Médica portuguesa vai para a Serra Leoa combater o ébola

AtualidadePassageiros surpreendidos no Porto com greve na TAP
Close-upTartarugas Ninja voltam a invadir salas de cinema


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled