Governo angolano com novo ministro

28/01/2012
O presidente angolano, José Eduardo dos Santos, vai proceder a uma remodelação governamental na próxima semana, criando o cargo de ministro de Estado da Coordenação Económica.
 
TAGS

A nota de imprensa distribuída pela Presidência da República, citada pela agência Angop, salienta que José Eduardo dos Santos vai proceder a "um reajustamento dos órgãos de coordenação ao nível do Executivo, visando reduzir a concentração de tarefas, agilizar a implementação das decisões e deliberações, bem como melhorar a articulação intersectorial, aumentando assim a eficiência e a eficácia da ação governativa".

Governo angolano com novo ministro
foto Rui Coutinho/Arquivo
Eduardo dos Santos quer agilizar a tomada de decisão

O futuro ministro de Estado e da Coordenação Económica coadjuvará o presidente angolano nos trabalhos de direção da Comissão Económica e da Comissão para o Sector Produtivo.

O vice-presidente da República, Fernando Piedade dos Santos, que preside à Comissão para a Política Social, passará a ser coadjuvado pelo ministro de Estado e Chefe da Casa Civil, que é atualmente Carlos Feijó.

O documento salienta ainda que o Presidente da República vai continuar a dirigir o sector de Segurança Nacional, sendo coadjuvado pelo ministro de Estado e Chefe da Casa Militar, que é atualmente o general Hélder Vieira Dias "Kopelipa".

Além disso, conclui a nota, o Presidente da República vai proceder à formalização da entrada em funcionamento da Comissão de Mercado de Capitais e do Fundo Petrolífero com a nomeação dos respetivos Conselhos de Administração.

 
 
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora
subscrever

 
 
Mais Mundo
01.09.15
O furacão Fred, que desde segunda-feira atingiu Cabo Verde e que esta terça-feira passou a categoria de tempestade tropical, não provocou qualquer...
30.08.15
Uma tempestade tropical formada a 400 milhas do sudeste de Cabo Verde deverá atingir o arquipélago nas próximas 48 horas.
28.08.15
O Movimento Democrático de Moçambique(MDM), terceira maior força política no país, considerou uma intimidação à liberdade de imprensa o assassínio...
 



Global Notícias - Media Group S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled