Crianças sem vacina contra meningite porque pais não conseguem pagar

23/04/2012
A Sociedade Portuguesa de Pediatria admitiu, esta segunda-feira, que há crianças que não são vacinadas contra a meningite por causa do custo da vacina, defendendo que sem vacinação esta doença pode deixar sequelas graves ou provocar a morte.
 
Crianças sem vacina contra meningite porque pais não conseguem pagar
foto Alfredo Cunha/Global Imagens

Na terça-feira assinala-se o Dia Mundial da Meningite, uma das principais manifestações da Doença Invasiva Pneumocócica (DIP), a par da pneumonia e das otites, e que pode provocar sequelas graves ou mesmo a morte em crianças.

Em Portugal, segundo dados estatísticos da SPP, a DIP afetou 289 crianças portuguesas entre 2008 e 2010, 127 das quais entre os anos de 2009 e 2010.

Em declarações à Agência Lusa, uma responsável da SPP e membro da secção de Infeciologia Pediátrica defendeu que a vacinação é a melhor forma de prevenir a meningite, mas admitiu que há crianças que não têm acesso à vacina, já que esta não faz parte do Plano Nacional de Vacinação (PNV).

"A vacina é cara e por motivos económicos, nem todos os pais podem vacinar as suas crianças. Há crianças que infelizmente não têm porque os pais não têm disponibilidade económica para a comprar", disse Maria João Brito.

A especialista explicou que existem meningites que podem provocar doenças muito graves nas crianças, podem provocar a morte ou, nas crianças que sobrevivem, deixar sequelas graves.

"Essas sequelas podem ir desde atrasos mentais, atrasos do desenvolvimento, epilepsias, surdez, uma série de complicações", alertou a médica Maria João Brito.

Ler Artigo Completo
 
 
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora
subscrever

 
 
Mais Nacional
29.06.15
Uma investigadora da Universidade de Coimbra recebeu um prémio internacional por ter desenvolvido um estudo que demonstra o desenvolvimento da osteoporose...
29.06.15
A doença hepática afeta 30 por cento dos diabéticos e, em Portugal, faltam especialistas que saibam avaliar as duas patologias como "uma só entidade...
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

 

Mais Lidas
25.06.15
Em plena luz do dia, um grupo de traficantes conseguiu descarregar droga numa praia espanhola cheia de veraneantes, sem qualquer problema. Veja o...


Global Notícias - Media Group S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled