Ministério Público pede quatro anos de prisão para Sónia Brazão

 | 29.10.2013 - 12:43
O Ministério Público pediu, esta terça-feira, uma condenação não inferior a quatros anos de prisão para Sónia Brazão, que está a ser julgada por um crime de libertação de gases asfixiantes e explosão.
 
Ministério Público pede quatro anos de prisão para Sónia Brazão
foto STEVEN GOVERNO/GLOBAL IMAGENS
Julgamento de Sónia Brazão decorre em Oeiras

Nas alegações finais, esta manhã, no Tribunal de Oeiras, o MP asseverou que, a ser condenada a pena suspensa, a atriz terá de ser sujeita a acompanhamento psicológico e psiquiátrico.

Para o MP, o Sónia Brasão pretendeu cometer suicídio e para tal abriu voluntariamente os bicos do fogão e provocou a explosão, a 3 de junho de 2011, na casa da atriz, em Algés, causando dois feridos e provocando estragos em dezenas de viaturas e várias casas vizinhas.

A atriz sofreu queimaduras de 2.º e 3.º graus no corpo e esteve internada com prognóstico muito reservado.

A investigação da Polícia Judiciária apontou no sentido de a atriz ter "intencionalmente aberto os bicos do fogão", provocando uma libertação excessiva de gás, "mas sem intenção de originar uma explosão no apartamento".

 
 
Cronologia 2014
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - JN Destaque
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
TSF Superbrand - JN destaque
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
Mais Segurança
20.12.14
Luís Filipe Menezes vai apresentar uma participação-crime contra incertos por violação do segredo de justiça devido ao que considera ser "a devassa...
20.12.14
A PSP do Porto anunciou a detenção de 25 pessoas e a aplicação de 120 multas devido à circulação em excesso de velocidade, numa operação realizada...
20.12.14
Tribunal lembrou o aumento nas taxas de comparticipação em medicamentos para condenar 13 arguidos a penas até nove anos de cadeia. O caso "Remédio...
19.12.14
Alguns advogados dos 13 arguidos condenados, esta sexta-feira, a penas efetivas até nove anos de prisão, no âmbito do processo Remédio Santo, disseram...



Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled