Crianças sem vacina contra meningite porque pais não conseguem pagar

23/04/2012
A Sociedade Portuguesa de Pediatria admitiu, esta segunda-feira, que há crianças que não são vacinadas contra a meningite por causa do custo da vacina, defendendo que sem vacinação esta doença pode deixar sequelas graves ou provocar a morte.
 
Crianças sem vacina contra meningite porque pais não conseguem pagar
foto Alfredo Cunha/Global Imagens

Na terça-feira assinala-se o Dia Mundial da Meningite, uma das principais manifestações da Doença Invasiva Pneumocócica (DIP), a par da pneumonia e das otites, e que pode provocar sequelas graves ou mesmo a morte em crianças.

Em Portugal, segundo dados estatísticos da SPP, a DIP afetou 289 crianças portuguesas entre 2008 e 2010, 127 das quais entre os anos de 2009 e 2010.

Em declarações à Agência Lusa, uma responsável da SPP e membro da secção de Infeciologia Pediátrica defendeu que a vacinação é a melhor forma de prevenir a meningite, mas admitiu que há crianças que não têm acesso à vacina, já que esta não faz parte do Plano Nacional de Vacinação (PNV).

"A vacina é cara e por motivos económicos, nem todos os pais podem vacinar as suas crianças. Há crianças que infelizmente não têm porque os pais não têm disponibilidade económica para a comprar", disse Maria João Brito.

A especialista explicou que existem meningites que podem provocar doenças muito graves nas crianças, podem provocar a morte ou, nas crianças que sobrevivem, deixar sequelas graves.

"Essas sequelas podem ir desde atrasos mentais, atrasos do desenvolvimento, epilepsias, surdez, uma série de complicações", alertou a médica Maria João Brito.

Ler Artigo Completo
 
 
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
Mais Sociedade
03.03.15
O surto de ébola na África Ocidental continua, ainda que tenha diminuído de intensidade, tendo já matado mais de 9500 pessoas e infetado mais de 23...
03.03.15
O governo vai propor a proibição do consumo de álcool em locais públicos fora das zonas autorizadas, a partir das 2 horas da manhã.
03.03.15
O ministro Paulo Macedo admitiu, esta terça-feira, o aumento da idade mínima para o consumo de bebidas alcoólicas, no âmbito de um conjunto de medidas...
03.03.15
O ministro da Saúde, Paulo Macedo, admitiu, esta terça-feira, que a falta de anestesiologistas pode pôr em causa o crescimento do número de cirurgias...
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

 


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled