Amor na Internet agrada aos portugueses

13.02.2009 - 15:01
Mais de 60 por cento dos cibernautas portugueses preferem namorar através de programas de mensagens instantâneas da Internet e um em cada três já iniciou relacionamentos online, segundo um estudo da Microsoft.
 

O estudo, divulgado a propósito do Dia dos Namorados (sábado), estima que em Portugal existem 3,3 milhões de cibernautas e foi realizado em Janeiro, a partir do portal MSN em 16 mercados da Europa, Médio Oriente e África, numa amostra de mais de 78 mil pessoas. Com 9.194 inquiridos, Portugal foi um dos países incluídos.

A investigação garante que um em cada três cibernautas portugueses já se apaixonou on-line.

O 'flirt' através do ecrã também é feito por pouco menos de metade dos cibernautas nacionais inquiridos. E cerca de 65 por cento admitem que recorrem ao galanteio virtual, por este ser um método que intimida menos do que o cara-a-cara.

Respostas românticas online são as preferidas por 23 por cento, porque ficam com mais tempo para serem criativos, e 12 por cento referem ser mais fácil, porque o outro não o vê corar.

E dizer "amo-te" por escrito no ciberespaço foi o que já fizeram 41 por cento dos cibernautas portugueses. 

"Uma excelente forma de conhecer pessoas" é uma afirmação subscrita por um quarto dos entrevistados quando se referem à Internet. Para conseguir novos contactos, a opção preferida continua a ser através de amigos (59 por cento). 

Ler Artigo Completo
 
 
Conferência 3º Aniv DV - JN Destaque 300x100
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
VER VÍDEO
Reportagens

A pesca é gosto que fica no corpo

Artes e VidaNa cozinha que valeu estrela Michelin
AtualidadeVítimas marcham contra violência doméstica
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

2 Comentários


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled