Como praticar BASE Jump

 | 19/01/2011
Building, Antena, Span e Earth. Estas são as palavras que sustentam o acrónimo BASE Jump. O quê? Interrogar-se-ão muitos. Bem, se o "jump" dará pistas de que se prende com saltos, quem não domina o inglês ficará a perceber o mesmo. Pouco, ou nada.
 
 

Ora, passemos então a explicar. "Consiste em saltar de "objectos" estáticos, como pontes, antenas, montanhas e edifícios. São saltos que se distinguem pelo facto de a abertura do pára-quedas ser a uma altitude muito mais baixa que no pára-quedismo". A elucidação pertence a Mário Pardo, o primeiro BASE jumper português, ou seja, alguém que terá uma ideia do que é ser-se pássaro e voar.

Desde logo o perito deixa a advertência: "Há vários riscos inerentes a esta actividade. Para lá de uma experiência prévia de pára-quedismo considerável, é necessário ser cauteloso e estar muito atento a todos os pormenores.

Fazê-lo essencialmente com consciência". E estabelecer comparações com bungee jumping, é redutor. "Talvez a sensação de adrenalina se assemelhe, porém, no BASE a responsabilidade da aterragem depende totalmente de uma boa dobragem, das condições atmosféricas e da boa prestação do atleta".

Quanto aos materiais que a prática requer, além do pára-quedas de BASE Jump, capacete, protecções diversas para os joelhos e cotovelos, "medo e coragem para o ultrapassar", são aspectos que Mário Pardo inclui neste leque. Ainda que a preparação física seja fundamental, ter destreza e rapidez nos reflexos, "uma boa estrutura psíquica e emocional" são atributos impreteríveis.

Não hesitando em associar ao BASE Jump uma experiência de "liberdade total", Mário conta que muitas pessoas se referem a ele como ""o maluco"". Contudo, afiança: "Isto não é um desporto para malucos, pelo contrário, nada deve ser deixado ao acaso".

 
 
Mais Boa Vida
08.04.15
Uma das maiores coleções privadas de relógios Swatch foi vendida em Hong Kong na terça-feira por mais de seis milhões de dólares (5,5 milhões de euros)...
12.12.14
O Bela Vista Hotel & SPA - Relais & Châteaux, em Portimão, foi considerado o Melhor Boutique Hotel de Luxo de Portugal.
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

 
Conferencias Na Caixa 15 - JN destaque
NOS ConferênciaPrémioInovaçãoNOS - JN Destaque
Continente Uva d'Ouro 2015 - JN 300x100
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - JN Destaque
PEPE Fazemos Bem - JN Destaque300x100 (Bial)
PEPE Regresso ás Aulas 2015 - JN destaque
BT Edições Multimédia
 

Serviços


23º 14º
HOJE, 04 de Julho

Amanhã23º |14º
Segunda24º |14º
Terça24º |16º
Quarta28º |19º

 




Global Notícias - Media Group S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled