Cultura

Artistas fecham pólo da Bienal de Cerveira

Artistas fecham pólo da Bienal de Cerveira

Um dos pólos da 16.ª Bienal de Cerveira, inaugurada, sábado, pelo presidente da República, está encerrado por exigência dos artistas, que alegam ter obras expostas em "condições insalubres e indignas". A direcção artística garante resolver a situação até sexta-feira.

José Manuel Soares, fotógrafo do Porto, e o artista italiano Alberto Magrin terão sido os primeiros a reclamar das condições em que os seus trabalhos estavam expostos no castelo de Vila Nova de Cerveira (antiga pousada). "Sentimo-nos perfeitamente insultados pela forma como as nossas obras estavam colocadas. A do Magrin estava na casa de banho e a minha estava à porta da casa de banho, maltratada, suja e com dedadas", contou ao JN José Manuel Soares.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado