tag: Vídeo

domingo, 26 de Fevereiro de 2012 23:31 | catarinacruz

Recorde os principais momentos da cerimónia de entrega dos Óscares

4h35 – Momento de consagração para “O Artista”, ao conquistar o Óscar para melhor filme. A longa-metragem de Hazanavicius arrecadou cinco estatuetas douradas nas principais categorias.

4h27 – Meryl Streep vence o Óscar para melhor atriz.

4h18 – Jean Dujardin vence o Óscar para melhor ator pela sua interpretação em “O Artista”. O ator francês agradeceu ao realizador Michel Hazanavicius, a toda a equipa do filme e à mulher. Radiante, Dujardin terminou os agradecimentos em francês, com as palavras que a sua personagem – George Valentin – diria se não fosse um ator do cinema mudo.

4h04 – Um momento musical protagonizado por Esperanza Spalding para homenagear os membros da Academia que morreram no último ano. Jane Russel, Peter Falk, Norman Corwin, Ben Gazzara e Elizabeth Taylor foram alguns dos nomes recordados nesta grande noite do cinema.

3h58 – Oprah Winfrey, Dick Smith e James Earl Jones, agraciados com Óscares honorários, subiram ao palco sob fortes aplausos.

3h53 – Michel Hazanavicius conquista o Óscar para melhor realizador com “O Artista”. O filme francês já conta com três galardões.

3h45 – “The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore”, de William Joyce e Brandon Oldenburg, vence o Óscar para melhor curta-metragem de animação.

3h41 – O galardão para melhor curta-metragem documental foi entregue a “Saving Face”, de Daniel Junge e Sharmeen Obaid-Chinoy.

3h36 – A Academia elegeu “The Shore”, de Terry George e Oorlagh George, como melhor curta-metragem (live action).

3h29 – “Meia-noite em Paris” dá a Woody Allen o Óscar para melhor argumento original. O realizador e argumentista não compareceu à cerimónia.

3h26 – A longa-metragem “Os Descendentes” arrecada o primeiro Óscar. Depois de terem sido distinguidos pelo Sindicato dos Argumentistas, Alexander Payne, Nat Faxon e Jim Rash levam para casa o Óscar para melhor argumento adaptado.

3h17 - “Os Marretas” conquista o galardão para melhor canção, com “Man or Muppet”, de Bret McKenzie.

3h11 – Ludovic Bource subiu ao palco para receber o Óscar para melhor banda sonora, atribuído a “O Artista”.

2h58 – Christopher Plummer vence o Óscar para melhor ator secundário pelo seu desempenho em “Assim É o Amor”. A plateia volta a levantar-se para aplaudi-lo. Este é o primeiro Óscar que Plummer recebe, aos 82 anos.

2h53 – “A Invenção de Hugo” soma e segue. O filme realizado por Martin Scorsese conquistou o quinto Óscar, na categoria de melhores efeitos visuais.

2h44 – “Rango”, de Gore Verbinski, conquistou o Óscar para melhor filme de animação.

2h40 – “Undefeated”, de TJ Martin, Dan Lindsay e Rich Middlemas foi eleito o melhor documentário de 2011.

2h34 – A história do cinema é agora homenageada com um espetáculo da companhia circense Cirque du Soleil.

2h27 – “A Invenção de Hugo” conquistou a quarta estatueta, na categoria de melhor mistura de som.

2h25 – O Óscar para melhor som foi entregue à longa-metragem “A Invenção de Hugo”, que conquistou, assim, a terceira estatueta dourada.

2h22 – O sétimo Óscar da noite foi entregue a “Millennium 1 - Os Homens Que Odeiam As Mulheres”, na categoria de melhor montagem.

2h11 – O Óscar de melhor atriz secundária foi entregue a Octavia Spencer, pelo seu desempenho em "As Serviçais". Spencer já tinha vencido o BAFTA para melhor atriz secundária e era apontada como sendo a favorita. A atriz recebeu uma grande ovação e agradeceu de forma emocionada a sua primeira estatueta dourada.

2h05 – Ao anunciar os nomeados para melhor filme estrangeiro, Sandra Bullock disse que ia falar em mandarim, uma vez que esta é uma cerimónia vista em todo o mundo, mas acabou por ficar-se pelo alemão. O vencedor foi “Uma Separação”, do iraniano Asghar Farhadi, o favorito nesta categoria.

1h58 – Cameron Diaz e Jennifer Lopez apresentaram os Óscares para melhor guarda-roupa e melhor caracterização, entregues a “O Artista” e "A Dama de Ferro", respetivamente.

1h45 – Óscar para melhor direção artística foi para “A Invenção de Hugo”.

1h43 – O primeiro Óscar da noite foi para melhor fotografia, entregue a Robert Richardson por “A Invenção de Hugo”

1h35 - A 84.ª cerimónia de entrega dos Óscares já começou. Billy Crystal, que pela nona vez assume o papel de anfitrião da noite mais longa do cinema, entrou em palco após um trailer cómico sobre os filmes nomeados, apresentado pelo ator Morgan Freeman. Billy Crystal protagoniza agora um momento musical com referência às nove longas-metragens nomeadas para o Óscar de melhor filme.

Tags: ,

sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012 23:54 | catarinacruz

Óscares expostos em Nova Iorque

A atriz Melissa Leo, que no ano passado venceu o Óscar para melhor atriz secundária, inaugurou a exposição de estatuetas douradas que está patente na estação Grand Central Terminal, em Nova Iorque, até domingo, dia em que serão conhecidos os vencedores deste ano.

Tags: ,

quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012 19:35 | catarinacruz

Passadeira vermelha já está estendida para os Óscares

A três dias da cerimónia de entrega dos Óscares, a Hollywood Boulevard, em Los Angeles, já está coberta com a passadeira vermelha que, no domingo, vai ser palco de um autêntico desfile de estrelas de cinema.

 

Tags: ,

domingo, 19 de Fevereiro de 2012 23:05 | catarinacruz

"Cesare Deve Morrire" ganha Urso de Ouro do Festival de Berlim

O Urso de Ouro do Festival de Cinema de Berlim foi atribuído a "Cesare Deve Morrire", dos irmãos italianos Paolo e Vittorio Taviani.

Leia mais aqui.

 

Tags: ,

domingo, 19 de Fevereiro de 2012 22:59 | catarinacruz

Dois filmes portugueses premiados no Festival de Berlim

"Rafa", de João Salaviza, e "Tabu", de Miguel Gomes, ganharam, este sábado, respectivamente, o Urso de Ouro do Festival de Cinema de Berlim, na categoria de curtas-metragens, e o Prémio Alfred Bauer, galardão que distingue o carácter inovador do filme.

Leia mais aqui.

 

Tags: , , ,

domingo, 12 de Fevereiro de 2012 23:52 | catarinacruz

“O Artista” arrecada sete prémios BAFTA

O filme “O Artista”, realizado por Michel Hazanavicius, arrasou na cerimónia de entrega dos BAFTA – os prémios atribuídos pela Academia Britânica de Cinema e Televisão –, ao conquistar sete das 12 estatuetas para que estava nomeado.

A longa-metragem francesa protagonizada por Bérénice Bejo e Jean Dujardin continua a somar distinções nesta temporada de premiações que antecede os Óscares. Na cerimónia de entrega dos BAFTA, que decorreu este domingo, em Londres, “O Artista” conquistou os galardões para melhor filme, melhor realizador, melhor argumento original, melhor actor, melhor fotografia, melhor banda sonora e melhor guarda-roupa.

Entre os mais nomeados encontrava-se também “A Toupeira”, de Tomas Alfredson, que arrecadou apenas duas estatuetas: a de melhor filme britânico e de melhor argumento adaptado.

O BAFTA para melhor actriz foi entregue à veterana Meryl Streep, distinguida pela sua interpretação da ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, no filme “A Dama de Ferro”.

Octavia Spencer (“As Serviçais”) e Christopher Plummer (“Assim é o Amor”) conquistaram os prémios para melhores actores secundários.

“A Pele que Habito”, de Pedro Almodóvar, foi eleito o melhor filme em língua estrangeira, destronando “Uma Separação”, do iraniano Farhadi, que se afirmava como o grande favorito.

O documentário “Senna”, sobre a vida do piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna, foi reconhecido pela Academia Britânica como melhor documentário, conquistando ainda o prémio de melhor montagem.

Conheça todos os vencedores aqui.

Tags: ,

sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2012 17:53 | catarinacruz

"Rebecca", de Hitchcock, terá nova versão

Os estúdios da Dreamworks e a Working Title Films deverão rodar uma nova versão de "Rebecca" (1940), um dos clássicos de Alfred Hitchcock.

A notícia é avançada pela edição online da revista Variety, que revela que o novo argumento será escrito por Steven Knight.

Knight voltará ao livro homónimo que deu origem ao filme, da autoria de Daphne DuMaurier, para escrever o "remake".

"Rebecca" conta a história de uma jovem que casa com um viúvo milionário e que, quando vai viver para a mansão dele, descobre o poder que a primeira mulher, Rebecca, ainda exerce sobre o marido e sobre os empregados da casa.

Protagonizado por Laurence Olivier e Joan Fontaine, "Rebecca" foi nomeado para 11 Óscares, tendo arrecadado a estatueta dourada para melhor filme e melhor fotografia.

Steven Knight - que já assinou os argumentos de "Dirty Pretty Things" (2002), de Stephen Frears, ou "Promessas Perigosas" (2007), de David Cronenberg - está também a trabalhar no filme que marcará a sua estreia como realizador, "Hummingbird".

Tags: ,

terça-feira, 24 de Janeiro de 2012 12:39 | catarinacruz

“A Invenção de Hugo” lidera nomeações aos Óscares, seguido de “O Artista”

O filme "A Invenção de Hugo", de Martin Scorsese, lidera a corrida aos Óscares com 11 nomeações, seguido de perto pelo filme francês "O Artista", com 10. Os nomeados foram anunciados esta terça-feira pelo presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, Tom Sherak, e pela actriz Jennifer Lawrence.

“A Invenção de Hugo”, o filme que marca a estreia de Martin Scorsese no 3D, somou 11 nomeações, entre categorias técnicas e algumas das mais ambicionadas, como a de Melhor Realizador e Melhor Filme.

Este ano, ao invés dos habituais dez nomeados na categoria de Melhor Filme, a Academia anunciou apenas nove: “O Artista”, de Michel Hazanavicius; “Moneyball – Jogada de Risco”, de Bennett Miller; “Cavalo de Guerra”, de Steven Spielberg; “A Árvore da Vida", de Terrence Malick; “Os Descendentes”, de Alexander Payne; “Extremamente Alto, Incrivelmente Perto”, de Stephen Daldry; “Meia-Noite em Paris”, de Woody Allen; “As Serviçais”, de Tate Taylor, e "Hugo" de Martin Scorsese.

Os vencedores da 84.ª edição dos Óscares são conhecidos no dia 26 de Fevereiro, na cerimónia de entrega dos prémios, que decorrerá no Kodak Theatre, em Los Angeles.

Melhor Filme

“O Artista”

“Os Descendentes”

"Extremamente Alto, Incrivelmente Perto"

“As Serviçais”

“A Invenção de Hugo”

“Meia-noite em Paris”

“Moneyball – Jogada de Risco”

“A Árvore da Vida”

“Cavalo de Guerra”

Melhor Realizador

Michel Hazanivicus, por “O Artista”

Alexander Payne, por “Os Descendentes”

Martin Scorsese, por “A Invenção de Hugo”

Woody Allen, por “Meia-noite em Paris”

Terrence Malick, por “A Árvore da Vida”

Melhor Actriz

Glenn Close, por “Albert Nobbs”

Rooney Mara, por “Os Homens que Odeiam as Mulheres”

Viola Davis, por “As Serviçais”

Meryl Streep, por “A Dama de Ferro”

Michelle Williams, por “A Minha Semana com Marilyn”

Melhor Actor

Demian Bichir, por “A Better Life”

Brad Pitt, por “Moneyball – Jogada de Risco”

George Clooney, por “Os Descendentes”

Jean Dujardin, por “O Artista”

Gary Oldman, por “A Toupeira”

Melhor Actriz Secundária

Bérénice Bejo, por “O Artista”

Jessica Chastain, por “As Serviçais”

Melissa McCarthy, por “A Melhor Despedida de Solteira”

Janet McTeer, por “Albert Nobbs”

Octavia Spencer, por “As Serviçais”

Melhor Actor Secundário

Kenneth Branagh, por “A Minha Semana com Marilyn”

Jonah Hill, por “Moneyball – Jogada de Risco”

Nick Nolte, por “Combate entre Irmãos”

Christopher Plummer, por “Assim é o Amor”

Max von Sydow, por “Extremamente Alto, Incrivelmente Perto”

Melhor Argumento Original

“O Artista”

“A Melhor Despedida de Solteira”

“Meia-noite em Paris”

“O Dia Antes do Fim”

“Uma Separação”

Melhor Argumento Adaptado

“Os Descendentes”

“A Invenção de Hugo”

“Nos Idos de Março”

“Os Homens que Odeiam as Mulheres”

“A Toupeira”

Melhor Filme Estrangeiro

“Bullhead”, de Michael R. Roskam (Bélgica)

“Footnote”, de Joseph Cedar (Israel)

“In Darkness”, de Agnieszka Holland (Polónia)

“Monsier Lazhar”, de Philippe Falardeau (Canadá)

“Uma Separação”, de Asghar Farhadi (Irão)

Melhor Filme de Animação

“A Cat in Paris”, de Alain Gagnol e Jean-Loup Felicioli

“Chico & Rita”, de Fernando Trueba e Javier Mariscal

“O Panda do Kung Fu 2”, de Jennifer Yuh Nelson

“O Gatos das Botas”, de Chris Miller

“Rango”, de Gore Verbinski

Melhor Documentário

“Hell and Back Again”, de Danfung Dennis e Mike Lerner

“If a Tree Falls: A Story of the Earth Liberation Front”, de Marshall Curry e Sam Cullman

“Paradise Lost 3: Purgatory”, de Joe Berlinger e Bruce Sinofsky

“Pina”, de Wim Wenders e Gian-Piero Ringel

“Undefeated”, de TJ Martin, Dan Lindsay e Richard Middlemas

Confira os nomeados em todas as categorias aqui.

Tags: ,

terça-feira, 17 de Janeiro de 2012 18:38 | catarinacruz

“O Artista” lidera nomeações aos BAFTA

O filme francês “O Artista”, realizado por Michel Hazanavicius, lidera as nomeações para os prémios britânicos BAFTA, com 12 indicações, seguido de “A Toupeira”, de Tomas Alfredson, com 11.

Os nomeados para os prémios da Academia Britânica de Cinema e Televisão foram anunciados esta terça-feira, em Londres, com “O Artista” a assumir a liderança com 12 nomeações. Depois de conquistar três Globos de Ouro, no domingo, o filme de Hazanavicius está nomeado para algumas das principais categorias dos BAFTA, como Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Argumento, Melhor Actor e Melhor Actriz.

Protagonizado por Jean Dujardin e Bérénice Bejo, “O Artista” conta a história de um actor do cinema mudo que receia que o advento dos filmes sonoros o façam cair no esquecimento. Este retrato do cinema dos anos 20, a preto e branco e praticamente mudo, tem somado prémios nas últimas semanas, e é já apontado como o grande favorito aos Óscares.

No segundo lugar da lista de nomeados para os prémios mais importantes do cinema britânico encontra-se o filme “A Toupeira”, de Tomas Alfredson, com 11 nomeações, entre elas a de Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Actor Principal.

Martin Scorsese, que este ano será agraciado com o prémio carreira Academy Fellowship, está nomeado em nove categorias com “A Invenção de Hugo”. O debute do realizador no uso da tecnologia 3D valeu-lhe uma nomeação para Melhores Efeitos Especiais, Melhor Realizador ou Melhor Música Original. Outra categoria para a qual Scorsese também está indicado é a de Melhor Documentário, com “Living in the Material World”, sobre a vida do ex-Beatle George Harrison.

Além de Martin Scorsese, Tomas Alfredson e Michel Hazanavicius, há mais dois nomes na disputa pelo galardão de Melhor Realizador: Nicolas Winding Refn, por “Drive – Duplo Risco”, e Lynne Ramsay, por “Temos de Falar sobre Kevin”.

Na categoria de Melhor Filme o destaque vai para “O Artista”, que concorre ao lado de “A Toupeira”, “As Serviçais”, “Os Descendentes” e “Drive – Duplo Risco”.

Entre os mais nomeados para os BAFTA 2012 encontram-se também “A Minha Semana com Marilyn”, com seis nomeações, e “As Serviçais” e “Cavalo de Guerra”, indicados para cinco prémios cada.

Michelle Williams, que venceu o Globo de Ouro para Melhor Actriz de Comédia ou Musical pelo seu desempenho em “A Minha Semana com Marilyn”, concorre para o BAFTA de Melhor Actriz ao lado da veterana Meryl Streep, que, no domingo, conquistou o oitavo Globo de Ouro para Melhor Actriz num Filme Dramático, com “A Dama de Ferro”. Ao lado das duas actrizes galardoadas na cerimónia dos Globos de Ouro, concorrem Bérénice Bejo (“O Artista”), Tilda Swinton (“Temos de Falar Sobre Kevin”) e Viola Davis (“As Serviçais”).

Entre os nomeados para Melhor Actor, George Clooney (“As Serviçais”) e Jean Dujardin (“O Artista”) – vencedores dos Globos de Ouro nas categorias de melhor actor – surgem como os grandes favoritos, batendo-se pelo BAFTA ao lado de Brad Pitt (“Moneyball – Jogada de Risco”), Gary Oldman (“A Toupeira”) e Michael Fassbender (“Shame”).

Galardoado na cerimónia dos Globos de Ouro, “Uma separação”, do iraniano Asghar Farhadi, volta a estar nomeado para na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, com “A Pele Onde Eu Vivo”, de Pedro Almodóvar, “Pina”, de Wim Wenders, “Potiche”, de François Ozon, e “Incendies”, de Denis Villeneuve.

Os vencedores dos BAFTA serão conhecidos no dia 12 de Fevereiro, em Londres, numa cerimónia apresentada pelo actor Stephen Fry.

Conheça a lista completa dos nomeados para os BAFTA 2012 aqui.

Tags: ,

quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011 17:25 | catarinacruz

“Mistérios de Lisboa” distinguido pela Associação de Críticos de Toronto

O filme “Mistérios de Lisboa”, do realizador chileno Raul Ruiz, falecido este ano, foi distinguido pela Associação de Críticos de Cinema de Toronto, Canadá, como o melhor filme estrangeiro de 2011.

“A Árvore da Vida”, de Terrence Malick, conquistou os prémios de melhor filme e melhor realização, segundo noticia, esta quarta-feira, o site da revista The Hollywood Reporter.

Michelle Wiliams recebeu o prémio para melhor actriz pelo seu desempenho em “My Week With Marylin” e Michael Shannon o de melhor actor por “Take Shelter”.

O filme de Raul Ruiz arrecadou, assim, mais um galardão, para juntar à Concha de Prata, atribuída no Festival de San Sebastian; ao Prémio Louis Delluc; aos três Globos de Ouro nacionais; ao Prémio da Crítica da Mostra de São Paulo e ao prémio do Círculo de Críticos de Nova Iorque.

“Mistérios de Lisboa”, baseado na obra homónima de Camilo Castelo Branco, é protagonizado por Adriano Luz, Maria João Bastos e Ricardo Pereira.

Tags: , , ,

segunda-feira, 14 de Novembro de 2011 14:55 | catarinacruz

Conheça os vencedores do Lisbon & Estoril Film Festival 2011

Melhor Filme

“Twilight Portrait”, de Angelina Nikonova

Prémio Especial do Júri – João Benard da Costa

“Une Vie Meilleure”, de Cédric Kahn

Menções Honrosas

"Amnesty", de Bujar Alimani

"Oslo, August 31st", de Joachim Trier

Prémio Cineuropa

"Une Vie Meilleure", de Cédric Kahn

Prémio Meo

“Here I Am”, de Bálint Szimler (University of Theatre and Film, Budapeste/Hungria)

Itt vagyok (nyitójelenet) from Varga Ferenc on Vimeo.

“Aman (Safe and Sound)”, de Ali Jaberansari (London Film School, Londres/Inglaterra)

Menção Especial

"Frozen Stories", de Grzegorz Jaroszuk (The Polish National Film Television and Theater School, Lodz/Polónia)

Opowieści z chłodni from Bryk&More on Vimeo.

"L’Estate Che Non Viene", de Pasquale Marino (Centro Sperimentale di Cinematografia - Scuola Nazionale di Cinema, Roma/Itália)

Prémio L’Oreal

Miguel Nunes

Prémio Canon

"Encadeados", de Ana Delgado Martins

Tags: , ,

sábado, 5 de Novembro de 2011 14:25 | catarinacruz

“Un Cuento Chino” vence Festival de Cinema de Roma

A comédia argentina “Un Cuento Chino”, realizada por Sebastián Borensztein, venceu, na sexta-feira, o prémio de melhor filme no Festival Internacional de Cinema de Roma.

A longa-metragem protagonizada por Ricardo Darín foi a vencedora do prémio Marc’Aurelio para melhor filme, conquistando também o prémio do público.

Na sexta edição do festival italiano, o prémio do júri foi atribuído a “Voyez comme ils dansent”, do realizador francês Claude Miller.

A sueca Noomi Rapace conquistou o prémio de melhor actriz pelo seu desempenho em “Babycall”, o filme de terror norueguês assinado por Pal Sletaune, e Guillaume Canet recebeu equivalente masculino por “Une Vie Meilleure”, do francês Cédric Kahn.

O prémio Marc’Aurelio Carreira foi atribuído a Richard Gere.

Conheça o palmarés completo aqui.

Tags: ,

sexta-feira, 4 de Novembro de 2011 17:58 | catarinacruz

Lisbon & Estoril Film Festival arranca esta sexta-feira com “Restless” e “Killer Joe”

O Lisbon & Estoril Film Festival arranca esta sexta-feira, em Lisboa e no Estoril, com os mais recentes filmes de Gus Van Sant e William Friedkin.

Pela primeira vez, a programação do festival divide-se entre Lisboa e o Estoril, com “Restless”, de Gus Van Sant, a marcar a abertura do certame em Lisboa, às 22 horas (repete à meia-noite), e “Killer Joe”, de William Friedkin, a assinalar a início do festival no Estoril, às 21 horas (com repetição às 23.30).

Neste primeiro dia de festival, são também inauguradas duas exposições de fotografia no Centro de Congressos do Estoril: “Gaza 2010”, de Kai Wiedenhöfer, e “Observations of Life”, de Peter Suschitzky. As inaugurações têm lugar às 19.30 horas, e contam com a presença de Wiedenhöfer, o fotógrafo que aos 20 anos partiu para a Faixa de Gaza para retratar as populações que aí vivem isoladas.

O arranque do certame conta ainda com a exibição de mais dois filmes de William Friedkin: “The Birthday Party”, às 21.30 horas, no Casino Estoril, e “The Boys in The Band”, no Cinema Monumental, à meia-noite.

Como já é hábito, a quinta edição do Lisbon & Estoril Film Festival, que decorre até ao dia 13 de Novembro, vai contar com várias presenças internacionais, entre elas David Cronenberg, Paul Giamatti, Mathieu Amalric e Sarah Gadon, que participarão na Masterclass “Working with David Cronenberg”, agendada para o próximo domingo, dia 6, às 19 horas, no Centro de Congressos do Estoril. A Masterclass de Cronenberg terá lugar após a exibição do último filme do realizador, “A Dangerous Method”, em ante-estreia nacional.

Além de “Restless” e “A Dangerous Method”, serão exibidos mais oito filmes em ante-estreia nacional, entre eles “Melancolia”, de Lars Von Trier, “La Piel que Habito”, de Pedro Almodóvar, “Carnage”, de Roman Polanski, ou “The Ides of March”, de George Clooney.

O realizador israelita Nadav Lapid também estará presente no Estoril para apresentar o seu filme “The Policeman”, que será exibido na quarta-feira, dia 9, às 19 horas, seguido de uma Masterclass com o realizador, subordinada ao tema “Que Futuro para Israel?”.

A edição deste ano do Lisbon & Estoril Festival apresenta mais de 30 filmes na selecção oficial, 11 em competição, e ainda uma retrospectiva da obra de Wes Anderson, filmes de Leos Carax e William Friedkin na secção Homenagem, e um vasto leque de actividades paralelas, com concertos, exposições, encontros e uma sessão de leitura com J.M Coetzee, Don DeLillo, Paul Auster e Siri Hustvedt.

Consulte a programação completa aqui.

Tags: , ,

sexta-feira, 4 de Novembro de 2011 12:45 | catarinacruz

Darren Aronofsky vai realizar teledisco do álbum que juntou Metallica e Lou Reed

O cineasta Darren Aronofsky vai realizar o teledisco da música “Iced Honey”, do disco “Lulu”, fruto da colaboração entre a banda Metallica e o guitarrista Lou Reed.

Segundo a Associated Press, o realizador de “Cisne Negro” (2010) e “The Wrestler” (2008) vai fazer-se acompanhar por Matthew Libatique, seu cameraman há vários anos, que terá a seu cargo a direcção de fotografia do vídeo. As cenas serão filmadas na área da Baía de São Francisco, nos Estados Unidos da América.

Em declarações à imprensa, citadas pela Associated Press, Lars Ulrich, guitarrista dos Metallica, mostrou-se entusiasmado com estas colaborações e disse que trabalhar com Lou Reed e com Darren Aronofsky era “viver um sonho”.

“Como se não bastasse fazer um disco com Lou Reed, agora vou fazer um vídeo com Darren Aronofsky, que está entre os meus realizadores favoritos desde o seu primeiro filme, “Pi” (1998)”.

“Lulu” foi lançado esta semana.

Tags: , , ,

segunda-feira, 31 de Outubro de 2011 11:33 | catarinacruz

“É na Terra, Não é na Lua” foi o grande vencedor do DocLisboa

O documentário português “É na Terra, Não é na Lua”, de Gonçalo Tocha, foi o grande vencedor da edição de 2011 do DocLisboa, ao conquistar o Grande Prémio Cidade de Lisboa para melhor longa ou média-metragem.

"É NA TERRA NÃO É NA LUA"_trailer 01 from Gonçalo Tocha on Vimeo.

“Con la Licencia de Diós”, de Simona Canonica, foi o vencedor na categoria de melhor curta-metragem e “Territoire Perdu”, de Pierre-Yves Vandeweerd, conquistou o prémio do júri.

O prémio revelação foi entregue à francesa Nathalie Nambot por “Ami, Entends-tu”, a sua primeira obra.

Consulte o palmarés completo aqui.

Tags: , ,



Continente Uva d'Ouro - JN 300x100

 
ARQUIVO DE POSTS
 
ARQUIVOS
 
 
TAGS