Tag: feira do livro

Duas bifanas e um fino a fazerem de ponto e vírgula

sexta-feira, 8 de Junho de 2012 às 18:06

Aproveitei a hora do almoço para proceder à minha segunda, e provavelmente última, visita à Feira do Livro, que ficou marcada por três reflexões e duas compras. A saber:

1. No Porto, não há uma mas três feiras:  A da Leya, que ocupa a placa central da Praça da Liberdade; a do grupo Porto Editora, que fica no início da subida dos Aliados: e, por último, a das outras editoras, que se organizam ao longo da avenida;

2. Eu já sabia que a imaginação e a criatividade são capazes de contornar todos os obstáculos mas obtive a evidência desta tese no pavilhão dos Bairro dos Livros. Impedido pela APEL de vender livros, propõe aos passantes um jogo. Contra o pagamento de 50 cêntimos ganhamos o direito a atirar uma bola contra uma pequeno aglomerado de seis latas. Quando conseguir derrubá-las todas, recebemos como prémio um livro à escolha;

3. Há pequenas esplanadas e quiosques, que propõem o consumo de coisas tão variadas como ginginha ou cerveja de chocolate, a pontarem, ou seja a fazerem de virgulas ou pontos e virgulas, no percurso ascendente e descendente. Optei por não os usar. Por 4,95 euros, almocei duas deliciosas bifanas e um fino bem tirado (de Super Bock, claro) na Conga, na rua do Bonjardim, e depois tomei o café na esplanada da Cancela Velha. Fiquei muito satisfeito com a opção.

De compras, a coisa correu assim. Por cinco euros, adquiri um exemplar de O cão de barro, do Andrea Camilleri, num stand que tem à venda parte do fundo da falida Difel. Na Leya, comprei os cinco volumes que me faltavam (Praga, Florença, Veneza, Bruxelas e Nova Iorque) dos sete (já tinha Marraquexe e Roma) da coleção Rotas e Percursos, co-editada pela Asa e o Público, livros belíssimos profusamente ilustrados por autores de BD (o de Veneza, obviamente a autoria do grande Hugo Pratt). Estavam a 7,80 euros e um dele foi oferecido no âmbito da promoção "leve quatro pague três". Não me pareceu mau negócio.

Tags:
Comentar  |  PartilharPartilhar

O método Jorge Fiel de abordagem à Feira do Livro

quinta-feira, 31 de Maio de 2012 às 18:06

Aroveitei estar de folga para proceder a uma primeira visita à Feira do Livro, que não foi facilitada pelo calor que tornou um tudo nada mais penosa a lenta subida dos Aliados para proceder à inspecção de todos os pavilhões.

Para tudo na vida é preciso método, até para uma correta abordagem da Feira do Livro. A técnica certa é exatamente a mesma que é usada no consumo de jornais pelos mais experientes e sábios leitores. Primeiro folheia-se o jornal todo, petiscando títulos, fotografias, legendas, entradas, depois, já na posse de um conhecimento geral e aproximado do que a casa gasta, parte-se para a leitura na especialidade do que realmente nos interessa.

Primeiro, há que dar uma volta geral e razoavelmente despreocupada por todos os pavilhões da feira, sinalizando aqui e ali uma eventual compra.

Depois, já na plena posse da big picture, e após recapitularmos mentalmente todas as oportunidades de compras encaradas e de definido com rigor o orçamento a gastar no dia, há que dar uma segunda volta, concretizadora, em que se remata ao golo.

Nesta visita inaugural à Feira do Livro investi 20 euros na Livros do Brasil, adquirindo 19 policiais da Vampiro (no essencial Simenon, Rex Stout, Stanley Gardner, Frank Gruber e Leslie Charteris) mais O Homem Duplo, do Philip K. Dick , coleção Argonauta, para poupar ao homem a maçada de me dar um euro de troco.

Apliquei ainda 15,40 euros na Estampa, tornando-me o feliz proprietário nas edições portuguesas dos guias mapa da Gallimard sobre Roma e Boston, cidades que planeio visitar no mês que amanhã se inicia.

Resisti, por agora, à tentação de adquirir, no pavilhão que agrupa uma série de pequenas editoras, um guia da toponimia do Porto (pareceu-me útil e competente, mas fiquei acanhado com os dez euros que custa) e um porradão de livros da Agustina, editados pela Guimarães, que estão a 4,90 euros cada. Talvez para a próxima...

Tags:
3 Comentários  |  PartilharPartilhar

Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados.