terça-feira, 7 de Julho de 2009 21:15 LinhaDAgua

CRISTIANO RONALDO: O SONHO DE CRIANÇA E AS EXPECTATIVAS DE FUTURO COMO PESSOA E COMO PROFISSIONAL.

A imprensa e toda a comunicação social ficou como que suspensa no dia 7 de Julho perante a apresentação de Cristiano Ronaldo, no Real Madrid. Comunicação Social de Portugal, Espanha e mesmo do mundo inteiro, que acompanharam em detalhe o espectáculo da apresentação do jogador, perante os mais de 80 mil adeptos que se apresentaram no estádio de Santiago de Barnabéu.

Cristiano Ronaldo diz que cumpre o sonho de criança, em jogar no Real Madrid, tornando-se na contratação mais cara de sempre no mundo do futebol. Uma transferência no valor de 94 milhões de Euros e um astronómico salário. A este valor, soma o que ganha na representação publicitária de marcas de roupa, calçado desportivo e de uma entidade bancária. Tudo isto torna o futebolista num dos homens mais ricos e mais bem pagos que deambulam por aí e em alturas de crise global.

A crise obviamente não será para todos, embora os números façam reflectir sob a forma como o dinheiro é distribuído na nossa economia e nas desigualdades sociais que se geram. Gente tão rica no meio de um mundo tão pobre. O certo é que, nem sempre as coisas serão assim tão lineares e, se calhar, este tipo de comparações não sejam assim tão correctas. Porém, é assim que pensa a generalidade daqueles que vivem o seu quotidiano com algumas dificuldades.

Sem dúvida que Cristiano Ronaldo é um grande profissional no campo futebolístico e merece o título de um dos, senão o melhor jogador do mundo. Esta sua capacidade futebolística verdadeiramente impressionante, não tem de facto valor monetário calculável (poderá em termos de marketing ter um valor na ordem dos 150 milhões de Euros). O seu valor poderá ser tanto incalculável quanto o valor de grandes nomes da música, do cinema ou da literatura que são a face de uma riqueza cultural, monetária e pessoal. Mais importante que o valor monetário é o valor profissional, cultural e humano que a pessoa possa ter. Cristiano Ronaldo poderá ganhar muito dinheiro, poderá tornar-se um homem com um grande património, falta saber se com os seus 24 anos de idade terá maturidade para lidar com a fama, com o dinheiro e capacidade de gerir tudo isto com o seu profissionalismo. O mundo do futebol e da fama tem as suas glórias e também os seus piores momentos. Tanto pode imortalizar um nome, como pode contribuir para a decadência do ser humano. A fama é, por estas razões, uma espada de dois gumes. Sabemos que Cristiano Ronaldo esteve envolvido em várias polémicas sociais, porém estas existem sempre e cabe-lhe saber lidar com elas de uma forma coerente consigo e com os outros que hoje se regozijam com a sua presença.

Contudo, a sua vida não será uma tarefa fácil, dadas as grandes expectativas criadas. Alcançou grandes glórias noutros clubes, mas neste, dizem os especialistas em futebol, terá uma situação mais dificultada porque o futebol espanhol é diferente na forma como se joga comparado com o que se pratica em clubes de outros países.

Para o Real Madrid é também um elevado investimento que poderá trazer um elevado número de glórias ao clube, glórias de que tanto necessita para voltar às vitórias e às conquistas de outros tempos. É um investimento que poderá trazer um novo fôlego para a angariação de mais adeptos e mais sócios, tão necessários à sobrevivência de um clube e à rentabilização desta contratação.

80 mil pessoas na apresentação de Cristiano Ronaldo é considerada a maior apresentação de sempre e umas das maiores euforias futebolísticas alguma vez vista. Este cumpre um sonho de criança, mas talvez ainda esteja no inicio desse sonho. Poderemos considerar um bom dinamizador da economia?

A este português deseja-se uma grande sorte na nova etapa que se inicia e que se torne grande aos olhos do mundo e torne grande o nome de Portugal.

P.S.: Nós, portugueses, aos olhos dos espanhóis o que poderemos representar agora e no futuro?

Manuel de Sousa

manuelsous@vodafone.pt 

 

Tags: ,

Comentários

sem comentários

Comente este artigo