titimg

Sobre

Velocidade é um blogue de Armando Fonseca Júnior dedicado a automóveis e desportos motorizados.

13-3-2013

 

A Honda Portugal tem atualmente em vigor uma campanha promocional muito vantajosa para o seu modelo Honda Jazz. Nas condições da campanha denominada “fifty- fifty”, os clientes poderão fazer um pagamento inicial de 50% do valor do carro e a liquidação do restante após 12 meses, sem quaisquer juros associados. Adicionalmente a Honda oferece ainda um desconto no valor de 1.300 euros, e o seguro durante um ano.

 


Desde o seu lançamento, o Jazz tem sido um dos modelos com maior sucesso da Honda em Portugal. Recentemente, atingiu a marca histórica das 20 mil unidades matriculadas que ilustra bem a preferência dos clientes portugueses. Em todo o Mundo é também muito vasta a legião de clientes Honda Jazz tendo já alcançado a fasquia dos 4 milhões de unidades vendidas.

 


Desde a 1ª geração que este modelo causou sensação devido às suas características únicas. As suas dimensões, preço e economia, referências do segmento B, combinadas com o espaço exemplar para passageiros e uma grande capacidade de bagagem, ao nível das propostas do segmento C, têm sido os principais factores que têm conquistado a preferência dos clientes.

 


Uma das características mais singulares do Honda Jazz são os seus “Bancos Mágicos”. Com a disposição do depósito de combustível, em posição central, a funcionalidade do habitáculo é imensa pois possibilita a maximização do espaço interior permitindo diferentes configurações dos seus bancos tornando acessível o transporte de objetos de volume variado.

 


A popularidade do Honda Jazz justifica-se também pelo baixo consumo de combustível. Atualmente, o Jazz apresenta valores de consumo combinado de 5,3 L/100 km no seu bloco 1.2 i-VTEC de 90 cavalos e 5,5 L/100 km na sua proposta 1.4 i-VTEC de 100 cavalos. Atualmente, o Honda Jazz está disponível no nosso país em 3 motorizações (1.2 e 1.4 a gasolina e 1.3 Hybrid) e 7 versões distintas.

Publicado por velocidade às 15:46
26-2-2013

Para a sua versão cinematográfica do best-seller internacional "Night Train to Lisbon", de Pascal Mercier, o diretor dinamarquês Bille August, vencedor de um Óscar, optou por estrelas internacionais como Jeremy Irons, Martina Gedeck, Jack Huston, Mélanie Laurent – e dois veículos da Mercedes-Benz.

 

Assim, quando Raimund Gregorius (Jeremy Irons), o protagonista do filme, parte em busca do autor Amadeu de Prado (Jack Huston), é conduzido por Lisboa pela oftalmologista Mariana de Eça (Martina Gedeck) num Classe A. O próprio autor – em flashbacks da sua vida – conduz um Mercedes-Benz 280 SE.

 


A estreia do filme na Alemanha teve lugar a 20 de fevereiro de 2013, em Hamburgo, e na Suíça no dia 21 de fevereiro. As duas estreias são apoiadas pela Mercedes-Benz com um serviço de limousines. O filme poderá ser visto nos cinemas  em Portugal a partir de 21 de março de 2013.

 

Veja aqui um "making of" exclusivo do filme.

 

Publicado por velocidade às 14:31
15-2-2013

 

Os clubes de futebol mais mediáticos têm normalmente contrato com marcas de automóveis, que lhes fornecem desde utilitários à mais variadas bombas. As evedetas do Real Madrid deslocam-se de Audi e, agora, os seus rivais ingleses da Champions, passaram a usar máquinas da Chevrolet, entre as quais os potentes Corvette e Camaro.

 


O campo de treinos do Manchester United foi o local escolhido para a entrega das chaves dos novos Chevrolet aos jogadores e funcionários da equipa, no âmbito do acordo de patrocínio ao famoso clube britânico. As opções disponíveis tiveram em linha de conta o estilo de vida e as necessidades dos jogadores, tendo o Chevrolet Captiva recolhido a maioria das preferências. Mas, as atenções centraram-se elétrico Volt com extensão de autonomia, ou os míticos Camaro e Corvette.

 

Além de tomarem posse dos seus novos modelos, alguns jogadores receberam conselhos e sugestões de condução e de segurança por parte do piloto da Corvette Racing Oliver Gavin, experiência que conferiu ainda mais emoção ao ato de entrega (ver vídeo aqui).

 

Ambos com mais de 400 cv de potência, o Chevrolet Camaro e o Chevrolet Corvette, expoente máximo da gama Chevrolet, foram as escolhas de quatro ídolos incontestados: o atacante Wayne Rooney, o defesa Patrice Evra, o médio Michael Carrick e o goleador mexicano Javier Hernandez (ver vídeo aqui).

 

A Chevrolet tornou-se Parceiro Automóvel Oficial do Manchester United no âmbito do acordo de patrocínio estabelecido em 2012. O logótipo da Chevrolet estará nas camisolas dos Reds a partir da época de 2014/2015. Recorde-se que a Chevrolet é uma das marcas da americana GM, popular em Inglaterra por intermédio de outra das suas filiais, a Vauxhall.

Publicado por velocidade às 11:08
13-2-2013

 

A Opel está de regresso ao desporto automóvel através de duas vertentes distintas. A marca vai implementar um programa de âmbito internacional na área de ralis, com o Opel ADAM, ao mesmo tempo que centra atenções nas pistas alemãs com o Astra OPC.

 

“Estas novas atividades no plano do desporto automóvel desempenham um papel importante no realinhamento estratégico da companhia, já que a competição constitui um elemento fundamental no perfil da nossa marca”, afirma o presidente da Comissão Executiva da Opel, Thomas Sedran. A Opel tem uma longa tradição de sucessos nas competições amadoras e mais populares.

 

O objetivo é criar novas condições para pilotos privados competirem, oferecendo meios que possuem elevado nível de sofisticação técnica, mas são, simultaneamente, acessíveis do ponto de vista de orçamento. Com estas iniciativas, a Opel pretende estabelecer uma plataforma que permita a jovens pilotos ambiciosos desenvolverem o seu talento.

 

Ralis: desenvolvimento de talentos
A Opel desenhou um programa de alcance europeu para o seu envolvimento nos ralis. O interesse da marca vai para além da Alemanha, alargando-se a alguns dos seus mercados principais na Europa. Lançando mão dos regulamentos da Federação Internacional do Automóvel que promovem o acesso e progressão nos ralis a jovens pilotos, a Opel vai oferecer o novo modelo ADAM numa versão de competição ‘cliente’, já em 2013, desenvolvida de acordo com as especificações FIA R2. Os pilotos que aderirem à iniciativa concorrerão em provas do calendário ‘ADAC Rally Masters’, integrados numa competição específica: a ‘ADAC Opel Rally Cup’. Haverá um sistema de pontuação especial dedicado a pilotos com idade inferior a 27 anos. Para além de prémios monetários aliciantes, a Opel oferecerá ao vencedor absoluto de 2013 orientação durante o ano seguinte.

 

Além de parceiro da Opel, o ADAC (automóvel clube alemão) é também um aliado que partilha uma visão estratégica idêntica à da marca relativamente à formação de novos talentos. O projeto de cooperação visa a utilização da infraestrutura de desporto automóvel da ADAC. O plano desportivo da Opel está atualmente delineado até 2016, seguindo-se um programa modular que permitirá aos pilotos mais talentosos evoluírem da “ADAC Opel Rally Cup” para um nível internacional. O ADAM será utilizado nas primeiras duas das quatro fases do programa, cedendo então o lugar à próxima geração do Corsa.

 

Nos circuitos: ‘Taça Astra OPC’
O Astra OPC é o modelo escolhido para o envolvimento da Opel nas provas de circuito, ficando disponível já a partir da temporada de 2013 para pilotos privados. Estes automóveis foram preparados de acordo com as regras do Campeonato de Resistência VLN, que encontram correspondência noutras competições amadoras similares na Europa. Os participantes ao volante dos Astra OPC pontuarão para a ‘Taça Astra OPC’. O ponto alto da temporada deverá ser a corrida de 24 horas disputada no mítico circuito grande de Nürburgring, na Alemanha.

 

Os pilotos privados beneficiarão de condições especialmente atrativas, incluindo apoio técnico dentro e fora das pistas, preços especiais para peças e prémios monetários.

Publicado por velocidade às 13:59
08-2-2013

 

De forma um pouco inesperada, a BMW revelou há dois dias praticamente todos os pormenores sobre o novo Série 3 Gran Turismo, cuja première mundial está agendada para o Salão de Genebra.

 

O novo modelo pretende combinar o ADN desportivo e dinâmico do sedan com a versatilidade da touring. De um modo geral é semelhante ao Série 5 GT, embora a sua traseira hatchback apresente linhas mais suaves, tornando-o mais harmonioso. Outras características em destaque na carroçaria são a grelha proeminente, os vidros sem “molduras” e uma pequena “porta” da bagageira que se levanta e “transforma” automaticamente num aileron a velocidades superiores a 110 km/h, voltando à posição inicial a menos de 70 km/h.

 

Há três níveis de equipamento principais, a que se junta o pacote M-Sport, que acrescenta um kit aerodinâmico, suspensão desportiva e jantes de 18 polegadas. A plataforma é 110 milímetros mais comprida do que a da touring e, exteriormente, o Gran Turismo é também 200 milímetros mais comprido e 81 milímetros mais alto. A bagageira tem 520 litros de capacidade, extensível a 1600 litros com os bancos traseiros rebatidos.

 

Os motores vão do Diesel de 143 cavalos até ao bloco de seis cilindros a gasolina de 306 cavalos.

Publicado por velocidade às 14:41
07-2-2013

 

A Opel vai apresentar no próximo Salão de Genebra o seu novo descapotável, o Cascada. Alinhado no topo da gama de modelos da Opel, o novo Cascada é um descapotável médio, não apenas pelas dimensões (comprimento de 4,7 metros) mas também pelas tecnologias e pelo poder de sedução. A silhueta alongada e a linha suave do tejadilho remetem para a tradição intemporal dos descapotáveis clássicos. O Cascada é também o primeiro Opel descapotável dos últimos 70 anos a ser desenvolvido e produzido ´dentro de casa’.

 

Os descapotáveis mais populares da Opel nas últimas décadas foram modelos compactos acessíveis Kadett e Astra: do Kadett C Aero de 1976 e Kadett E Cabrio de 1987, até três gerações Astra Cabrio entre 1993 e 2010. Com o ambicioso Cascada, a marca recorre à melhor seleção de novas tecnologias e reinterpreta o conceito clássico do descapotável de quatro lugares com capota soft-top de tecido, como o Kapitän e o Rekord dos anos 1950 e 60.

 

No entanto, muitos destes cabriolets de maiores dimensões não foram construídos pela Opel. Durante décadas, a produção destes descapotáveis em volumes limitados esteve entregue a carroçadores alemães como a Autenrieth ou a Karl Deutsch. A contratação destas empresas foi prática corrente até há pouco tempo, nomeadamente para a produção do Kadett E Cabrio e das gerações Astra Cabrio, a cargo dos italianos da Carrozzeria Bertone.

 

Inserido no segmento dos descapotáveis médios, o Opel Cascada entra em território exclusivo de fabricantes ‘premium’. Verdadeiro aos valores da Opel, o novo modelo oferece elegância, qualidade de chassis e capota, tecnologias e uma nova geração de motorização, tudo a preços muito mais apelativos do que qualquer outro cabriolet médio.

 

Um dos equipamentos sofisticados do novo Opel Cascada é a capota de tecido de elevada qualidade. A operação de abertura demora apenas 17 segundos e pode ser feita a velocidades até 50 km/h. Abertura e fecho podem também ser comandados à distância. A bagageira oferece capacidade de 380 litros – a maior do segmento dos descapotáveis médios.

 

Entre as motorizações destaca-se o novo 1.6 SIDI Turbo ECOTEC, a gasolina, com 170 cavalos de potência, capaz de levar o Cascada a uma velocidade máxima de 222 km/h.

Publicado por velocidade às 14:37
07-2-2013

 

A Toyota Racing vai participar no Campeonato Mundial de Endurance FIA 2013 (WEC 2013), incluindo a mítica prova 24 horas Le Mans, com duas unidades híbridas TS030, depois do excelente resultado na época de estreia. Em 2012, apesar de ter participado apenas em 6 corridas, a Toyota Racing venceu 3, conquistou 3 pole positione e as 4 voltas mais rápidas em corrida.

 

A Toyota Racing vai manter na formação de pilotos, Alex Wurz, Nicolas Lapierre e Kazuki Nakajima no TS030 número 7, enquanto Stéphane Sarrazin, Anthony Davidson e Sébastien Buemi vão participar no segundo carro que ostentará o número 8.

 

Mais detalhes sobre a participação da Toyota Racing no Campeonato WEC 2013 seraõ divulgados a 19 de Fevereiro.

Publicado por velocidade às 5:44
06-2-2013

A Nissan atribuiu à Nissan Motor Ibérica a produção de um automóvel de passageiros e de uma pickup de uma tonelada e a montagem do redutor de velocidade para veículos eléctricos, num total de 130 milhões de euros de investimento.

 

A Nissan acaba de anunciar que atribuiu a produção de um novo automóvel de passageiros à sua unidade de fabrico em Barcelona, a Nissan Motor Ibérica SA. A produção terá início em iulho de 2014 e tem como base uma nova proposta competitiva acordada com o conselho local de trabalhadores.

Publicado por velocidade às 22:38

PUB
A TODO O GÁS
ARQUIVO MENSAL
PUB
ARQUIVO DO BLOGUE
TAGS
FALE COM O AUTOR