Cultura

Duas gaivotas encerradas em caixas num palco

Duas gaivotas encerradas em caixas num palco

O coletivo Estrutura estreia esta quinta-feira, no teatro municipal Rivoli "Uma gaivota", a partir de "A gaivota" de Anton Tchékov.

A produção conta com uma co-encenação de José Nunes e Cátia Pinheiro, ­do coletivo Estrutura, com Pedro Zegre Penim. "Nós os dois já estamos habituados a trabalhar juntos, com o Pedro Zegre Penim falámos porque temos uma grande cumplicidade", explicou José Nunes.

Em cena estão montadas duas caixas de vidro - um díptico. Numa caixa repleta de fumo decorre quase como num teatro de sombras - "A Gaivota" de Tchékov, com alguns cortes mas respeitando os cânones e a estrutura teatral. "Retirámos o que consideramos ser demasiado contextual da época e da Rússia", explica José Nunes. Na segunda caixa há várias inserções e multireferencialidade. "Do outro lado somos nós, como um laboratório, uma experiência", acrescenta.

Esta disposição cénica muito à "Phillipe Quesne", como explica Cátia Pinheiro "espelha a nossa organização criativa, funciona como organização interna e externa". Quando decidiram partir para o trabalho levantaram-se várias questões. "A gaivota é um clássico para quem? Se formos à rua as pessoas sabem do que estamos a falar? Ou é apenas um clássico para quem é do meio teatral?", enumerou Cátia Pinheiro.

Começando com estes pontos de partida chegam a "Uma gaivota". Aliás foi dessa premissa que se inspiraram, até no cartaz promocional onde aparece uma foto de uma pomba, seguindo a inspiração de "Ceci n`est pas un pipe" de Magritte.

"Uma gaivota" vai estar em cena no Porto entre esta quinta-feira e sábado, às 21.30 horas, seguindo para Lisboa, onde estará no teatro-estúdio Mário Viegas, no São Luiz Teatro Municipal, entre os dias 4 e 13 de março.

Esta quinta-feira há uma conversa pós-espetáculo com Nuno M. Cardoso. Em Lisboa está agendada uma conversa entre a Estrutura e Vitor Hugo Pontes que estreou há duas semanas no Guidance, no Centro Cultural Vila Flor um espetáculo feito também a partir de "A gaivota" de Tchékov.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado