óbito

Morreu Nicolau Breyner, o "senhor contente"

Morreu Nicolau Breyner, o "senhor contente"

O ator e realizador Nicolau Breyner morreu, esta segunda-feira, aos 75 anos. Ficou eternizado em programas na televisão como "Senhor feliz e senhor contente", com Herman José, e "Eu Show Nico".

As circunstâncias da sua morte ainda não são muito claras, mas acredita-se que o ator terá morrido de ataque cardíaco em sua casa durante a manhã ou o início da tarde. De acordo com fonte da assessoria do ator, Nicolau Breyner não se encontrava doente, tendo falecido "aparentemente de causas naturais". Segundo a SIC Notícias, o ator morreu vítima de ataque cardíaco. A autópsia deverá ser realizada esta terça-feira no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa. Esta terça-feira, viajava para o Brasil onde tinha um jantar com Jô Soares.

Nicolau Breyner, presidente da assembleia geral da Casa do Benfica em Serpa, estava a anunciado para marcar presença na sexta-feira à noite na inauguração da Casa do Benfica em Beja, mas não compareceu.

Nascido em Serpa, no distrito de Beja, a 30 de julho de 1940, com uma carreira de mais de 60 anos, o ator deixou uma marca intensa na televisão portuguesa, sobretudo através de telenovelas muito populares como "Vila Faia" e "Cinzas", entre outras.

Muito do percurso de Nicolau Breyner ficou documentado ainda a preto e branco.

Ficou também conhecido do grande público em programas na televisão como "Senhor feliz e senhor contente", com Herman José, e "Eu Show Nico".

Ao longo da sua carreira, trabalhou igualmente no cinema, como ator e realizador, tendo colaborado com realizadores como António-Pedro Vasconcelos ("A Bela e o Paparazzo", "Os Imortais", "Os gatos não têm vertigens"), João Botelho ("Corrupção") e Leonel Vieira ("A arte de Roubar"), entre outros.

Nicolau Breyner estava atualmente a participar nas gravações da telenovela da TVI "A Impostora".

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado