Cultura

Quadro de Picasso vendido por mais de 25 milhões de euros

Quadro de Picasso vendido por mais de 25 milhões de euros

O óleo "Tête de femme", no qual Picasso retrata Marie-Thérèse Walter, musa da sua obra na década de 1930, foi esta quarta-feira vendido pela Sotheby's, em Londres, por 18,85 milhões de libras (25,29 milhões de euros).

O retrato, pintado em março de 1935, foi o grande destaque de uma sessão na qual também foi vendido "La leçon de piano", de Henri Matisse, por 10,78 milhões de libras (14,47 milhões de euros), e "Le palais ducal vu de Saint-Georges Majeur", de Claude Monet, por 11,57 milhões de libras (15,52 milhões de euros).

A escultura de Auguste Rodin "Iris, messagère des dieux", cujo preço estimado estava entre os 6 e os 8 milhões de libras (de 8,04 a 10,73 milhões de euros), atingiu os 11,57 milhões de libras (15,52 milhões de euros), incluída a comissão da leiloeira.

Na obra de Pablo Picasso leiloada representa uma visão geométrica e elegante de Marie-Thérèse, destaca-se entre as suas obras a partir de meados dos anos 30, apresentando já elementos lineares que viriam a definir as suas composições cubistas posteriores.

O pintor natural de Málaga utiliza, nesse trabalho, uma paleta de cores que não tinha sido vista antes nas suas obras, onde os laranja e vermelho mais intensos se combinam com verdes e azuis mais leves.

Picasso viu pela primeira vez Marie-Thérèse em Paris, quando ela tinha 17 anos e ele estava a atravessar um período turbulento no seu casamento com Olga Khokhlova, da qual se divorciaria após do seu envolvimento com a jovem resultar, em 1934, uma gravidez.

O retrato vendido em Londres é um dos poucos quadros que Picasso pintou durante essa fase difícil do seu matrimónio com Olga.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado