Árbitros

"Arbitragem desceu a um nível muito, muito baixo"

"Arbitragem desceu a um nível muito, muito baixo"

Jorge Jesus foi expulso e, por isso, no final do jogo coube ao adjunto Raúl José e ao diretor desportivo Octávio Machado exprimirem a revolta dos leões pela arbitragem de Cosme Machado.

"O Sporting mostrou que tem equipa para discutir e ganhar o jogo contra qualquer adversário. Mas hoje [ontem] tivemos de jogar contra mais uma equipa, foi uma autêntica vergonha. O auxiliar viu corretamente o lance, mas foi pressionado para mudar a decisão. Tiraram-nos um penálti e o Adrien foi agredido", começou por dizer Raúl José, acrescentando: "A equipa de arbitragem desceu a um nível muito, muito baixo. Fomos nitidamente prejudicados e só ganhámos porque temos uma grande equipa, grandes adeptos e somos candidatos ao título".

Já Octávio Machado desceu à sala de imprensa para visar, diretamente, Cosme Machado. "Ando há muitos anos nisto e nunca vi um auxiliar anular, e bem, um golo e ser pressionado pelo chefe de equipa para mudar a decisão. Fico muito triste por dizer isto, mas o Cosme Machado, enquanto árbitro, não tem qualidade para estar na 1.ª divisão. Que não volte a apitar o Sporting".

"Estão a camuflar boa exibição da Académica"

Numa "flash-interview" que teve a arbitragem como tema principal, o treinador da Académica também foi questionado sobre o assunto e respondeu assim: "Acho que é pena estarem a camuflar a boa exibição da Académica com outras coisas..."

Filipe Gouveia lamentou não ter conseguido pontuar, para dedicar aos adeptos que se deslocaram a Alvalade, mas não tem dúvidas de que vai garantir a permanência.

"Àquilo que os meus jogadores trabalharam, a dedicação, aos dois golos que marcámos ao Sporting...", disse, deixando no ar a ideia de que o desfecho foi injusto para os estudantes. O treinador da Académica explicou ainda o segredo do primeiro golo da sua equipa: "Trazíamos a lição bem estudada. Apanhámo-nos a vencer num lance que tínhamos estudado e que saiu perfeito."

Podíamos sair com vitória mais larga, mas houve outros fatores que não conseguimos controlar. Provámos mais uma vez que estamos fortes"

Esforçámo-nos muito e morremos na praia. Pela dedicação, merecíamos o empate. A equipa continua a lutar pelos objetivos e vamos ser felizes".

Conteúdo Patrocinado