Desporto

Arouca empata em Guimarães

Arouca empata em Guimarães

Vitória de Guimarães e Arouca empataram, este sábado, 2-2, após a equipa de Lito Vidigal ter anulado a desvantagem de dois golos com que chegou ao intervalo, em encontro da 17.ª jornada da I Liga de futebol.

A equipa de Sérgio Conceição fechou a primeira parte a vencer por 2-0, com golos de Bouba Saré, aos sete minutos, e de Otávio, aos 44, mas os arouquenses reagiram no segundo tempo e igualaram o jogo graças aos tentos de Roberto, aos 68, e de Walter González, aos 78.

Com este empate, o Arouca continua na sexta posição, com 24 pontos, impedindo a ultrapassagem dos vimaranenses, que averbaram o terceiro jogo seguido sem vencer em casa e ocupam, provisoriamente, o sétimo lugar, com 23.

A formação vitoriana, com Josué e Dalbert de regresso à equipa inicial nos lugares de João Afonso e de Luís Rocha, entrou a dominar, sobre um Arouca recuado no terreno, e adiantou-se no marcador logo aos sete minutos, com Bouba Saré, após desvio de Pedro Henrique, ao primeiro poste, a desferir, ao segundo, o golpe de cabeça final.

Os arouquenses, com sete alterações no 'onze' face ao jogo anterior, com o Estoril-Praia, reagiram prontamente ao tento sofrido e criaram, aos 15 minutos, uma ocasião flagrante de golo, com Mateus, em jogo de estreia, a cruzar para Nildo, que, em plena área, rematou para defesa de Miguel Silva.

O ritmo do jogo decaiu a partir dos 20 minutos, com a defesa vimaranense a controlar melhor as investidas do conjunto de Lito Vidigal, que dispôs ainda de uma oportunidade clara aos 43, quando Roberto, no interior da área, 'picou' a bola sobre Miguel Silva, com Bruno Gaspar a salvar quase em cima da linha de baliza.

Os vimaranenses, cuja qualidade exibicional na primeira parte decaiu após uma boa fase inicial, ampliaram a vantagem, precisamente, no minuto seguinte (44), com Otávio, após passe de Licá, a desferir um remate que entrou junto ao ângulo inferior direito da baliza de Bracali.

A qualidade de jogo piorou no segundo tempo, sendo que apenas a partir dos 60 minutos o conjunto forasteiro cresceu perante um conjunto vitoriano muito passivo em campo e, aos 68, reduziu a desvantagem, com Roberto a corresponder a um cruzamento de Zequinha da esquerda com um cabeceamento que sobrevoou Miguel Silva.

O tento deixou a formação de Lito Vidigal ainda mais confortável na partida, com Zequinha a causar muitos problemas na ala esquerda, criando justamente por aí o golo do empate, ao entrar na área e atrasar para Walter González, que, no 'coração da área', atirou facilmente para o golo do empate (78 minutos).

Os vimaranenses, após o segundo golo arouquense, lançaram-se em busca do triunfo, e tanto uma como outra equipa chegaram com perigos às balizas, sendo que o Vitória dispôs da melhor ocasião, já em tempo de compensação, quando Cafú rematou ao poste direito (90+4 minutos).

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado