Desporto

Barcelona vence em Londres, Bayern empata em Turim

Barcelona vence em Londres, Bayern empata em Turim

O Barcelona está com um pé e meio nos quartos de final da Liga dos Campeões, depois da vitória, por 2-0, sobre o Arsenal, em Londres. Em Turim, o Bayern esteve a vencer pelo mesmo resultado, mas a Juventus ainda conseguiu o empate e adiou todas as decisões para o duelo na Baviera.

Os catalães aterraram na capital londrina com um cartão de visita impressionante: 32 jogos consecutivos sem perder e desde cedo se percebeu que dificilmente seria o Arsenal a quebrar a marca. Os gunners jogaram bem fechados na proteção à baliza de Petr Cech, tentando ajudar o guarda-redes checo a manter um registo do qual muito poucos se podem gabar. Nos seis jogos anteriores (470 minutos) em que defrontou Messi, Cech nunca tinha sido batido pelo craque argentino.

E se, a primeira parte ainda deu para alargar o recorde, o Arsenal cometeu um erro no segundo tempo que deitou tudo a perder: "lançou-se" no ataque com mais do que quatro jogadores, perdeu a bola e a resposta catalã foi fatal como o destino. Contra-ataque perfeito, Luis Suárez a lançar Neymar e o brasileiro, no momento certo, a assistir Messi para o primeiro golo da noite. O Barcelona tinha mais do dobro de remates e de passes completos (263 dos ingleses, contra 632 dos espanhóis!) e o segundo golo não admirou. Penálti de Flamini sobre Messi e o craque a definir o 2-0 final.

O filme do outro jogo parecia igual. Domínio do Bayern de Munique, consolidado com os golos de Thomas Muller (43 minutos) e Robben (56), mas a Juventus, finalista vencida na época passada, não desistiu. Aos 63 minutos, a "vecchia signora" aproveitou um erro da defesa alemã para Dybala reduzir a desvantagem e, aos 76 minutos, os recém-entrados Moratta e Sturaro construíram o empate a duas bolas. v

v Termina esta noite a primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, com a realização dos duelos PSV Eindhoven-Atlético de Madrid e Dínamo de Kiev-Manchester City. Na Holanda, os espanhóis procuram confirmar o favoritismo na eliminatória e esquecer o mau resultado do fim de semana - empate com o Villarreal -, mas Simeone já alertou para os perigos que o PSV pode causar. Na capital ucraniana e sem o castigado Antunes, o Dínamo, carrasco do F. C. Porto na fase de grupos da Champions, enfrenta o primeiro jogo oficial desde a fase de grupos e procura capitalizar no mau momento do Manchester City. A equipa de Manuel Pellegrini soma três derrotas consecutivas em todas as competições e tenta acabar com a maldição dos oitavos, já que os citizens nunca conseguiram chegar aos quartos da Champions.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado