Desporto

Maicon abala o dragão em semana decisiva

Maicon abala o dragão em semana decisiva

À derrota com o Arouca, que deixou o F. C. Porto em maus lençóis na luta pelo título, junta-se mais um desconforto no Dragão.

O protagonista é Maicon, que deixou o relvado no jogo deste domingo, depois de ter cometido um erro impensável que resultou no segundo golo do adversário, sem sequer ter pedido a substituição, com queixas na perna esquerda.

O comportamento do central levou ao desespero os adeptos dos dragões, mas a polémica explodiu quando a mulher do jogador, Úrsula Roque, e um dos irmãos, Muller Roque, recorreram às redes sociais para dispararem na direção do departamento médico portista.

"Quem está vaiando não sabe o que se passou. A culpa não é sua. Faz quatro meses que tenta voltar a 100% e não consegue porque o erro não foi seu, mas de quem se diz doutor. Um absurdo não conseguir melhorar um jogador que treina todos os dias para voltar a jogar e que pede para parar e não pode. Já não aguento mais essa falta de seriedade", escreveu Úrsula, numa mensagem de conteúdo semelhante à de Muller: "Mano, a família está contigo. A culpa não é sua, é de certos doutores que não sabem fazer as coisas corretas. Quatro meses e não conseguiram melhorar a sua perna. É uma pena ver isso, as vaias para você, mas estou do seu lado".

Apesar das tentativas do JN, o departamento de comunicação do F. C. Porto manteve silêncio absoluto sobre a situação e a única informação veio do boletim clínico, segundo o qual Maicon não participou no treino de ontem, devido a queixas no adutor esquerdo, limitando-se a fazer tratamento.

A três dias do jogo com o Benfica, Maicon parece carta fora do baralho para José Peseiro, pelo menos no imediato. Na Luz, a dupla de centrais será formada por Indi e Marcano, este já disponível depois de ter cumprido castigo. O jovem Chidozie, da equipa B, continua a treinar com o plantel principal.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado