Rali Dakar

Paulo Gonçalves parou para ajudar rival no Dakar

Paulo Gonçalves parou para ajudar rival no Dakar

Uma atitude de campeão. Paulo Gonçalves esteve, este sábado, em grande destaque na sétima etapa do Dakar, não só pelo ritmo imposto, mas, sobretudo, pelo gesto de desportivismo para com um piloto rival.

Sem olhar para a classificação, "Speedy" parou para ajudar o acidentado Matthias Walkner.

Gonçalves esteve mais de dez minutos parado com Walkner até que chegou outro concorrente para ajudar, um gesto altruísta que lhe poderia ter custado a liderança da geral. "Fiz aquilo que me competia. Não sou um herói, sou um ser humano com respeito pelos outros. A nossa vida vale mais do que qualquer vitória", explicou "Speedy" Gonçalves sobre a ajuda a Walkner (partiu o fémur), cujo vídeo mereceu milhares de partilhas nas redes sociais.

A organização, como lhe competia, subtraiu os 10,53 minutos às contas da geral e o piloto de Esposende até foi o terceiro mais rápido do dia, ganhando tempo ao mais direto adversário na geral, Toby Price. Hélder Rodrigues foi quinto numa etapa encurtada devido ao mau tempo e que deu a Carlos Sainz a primeira vitória do ano nos automóveis.

No entanto, Paulo Gonçalves permaneceu na liderança da classificação, após a organização premiar o "fair-play" do piloto natural de Esposende e ter ajustado a classificação da sétima etapa.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado