FCP

Portista Fernando revela a esperança de ser chamado à seleção brasileira

Portista Fernando revela a esperança de ser chamado à seleção brasileira

O médio Fernando, do F. C. Porto, disse, esta terça-feira, manter a esperança de ser chamado à seleção do Brasil, em entrevista ao sítio da FIFA na Internet, na qual afirma jogar como um europeu e não como um brasileiro.

"Confirmo sempre as convocatórias do Brasil. Mantenho-me esperançado (...) e aos meus fãs digo sempre que continuo a trabalhar para isso", afirmou o jogador.

Recordando que deixou o Brasil "muito cedo", Fernando, há cinco temporadas no F. C. Porto, depois de ter jogado uma época no Estrela da Amadora, admitiu que joga "mais como um europeu e menos como um médio defensivo de estilo brasileiro".

E, analisando o percurso da seleção agora comandada por Luiz Felipe Scolari, antigo selecionador de Portugal, reconheceu que "os 'trincos' dão equilíbrio a qualquer equipa, como o Gilberto Silva e o Duda antes fizeram".

"Não há muitos desse género no Brasil, o que me pode ser favorável e que me mantém esperançado em, um dia, ser chamado. Acho mesmo que vão precisar de um do género em breve", argumentou.

Na mesma entrevista, Fernando recorda os motivos que promoveram que "Polvo" fosse a sua alcunha.

"Na altura não percebia o porquê. Mais tarde, disseram-me que era porque corria muito e porque parecia estar em todo o lado, como se tivesse muitas pernas como os polvos", explicou.

Aos 25 anos, Fernando é um dos mais experientes jogadores do F. C. Porto, o que lhe confere autoridade, até na forma como fala do próprio clube.

"Os mais novos, como o fizeram Danilo, Alex Sandro, James Rodriguez e Kelvin, perguntam-me sempre como foram as minhas primeiras experiências e eu tento explicar-lhes como cheguei tão longe. Falo-lhes da adaptação necessária e aconselho-os na forma como se devem adaptar ao futebol portista", concluiu.

Relacionadas

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM