Remo

Remadores Fraga e Mendes na final após "super corrida"

Remadores Fraga e Mendes na final após "super corrida"

Os remadores portugueses Pedro Fraga e Nuno Mendes garantiram, esta quinta-feira, a presença na final A do double scull ligeiro, ao terminarem na terceira posição a sua meia-final. Treinador acredita na conquista de uma medalha na final de sábado.

A dupla lusa, que já garantiu o diploma olímpico e pelo menos o sexto lugar, concluiu os 2.000 metros em 6.37,99 minutos, atrás da Grã-Bretanha (6.36,62) e da França (6.37,29).

Na primeira meia-final, a Dinamarca, a Nova Zelândia e a Alemanha garantiram a presença na final A, que se disputa no sábado às 12.10 horas.

O treinador Mark Emke disse acreditar que a dupla de remadores portugueses Nuno Mendes/Pedro Fraga pode conquistar uma medalha na final de sábado de double scull peso ligeiro (LM2x).

"Estamos na final e todos têm a hipótese de ganhar uma medalha. Vai ser muito disputado, mas se tivermos um bom dia e num bom momento quem sabe...", afirmou Emke à agência Lusa, logo após a conquista do terceiro lugar nas meias-finais, que deu a qualificação para a final.

"Super corrida"

A dupla não começou bem a segunda meia-final, passou os primeiros 500 metros na quinta posição, chegou aos 1500 em sexto e último, mas uma espetacular ponta final acabou por carimbar o passaporte para a final, com o tempo de 6.37,99 minutos.

"Foi uma super corrida. A corrida perfeita. Não tiveram um bom começo, aguentaram bem, mas no final, nos últimos momentos, eu vi aquilo acontecer. Quando vão para o 'sprint' a qualidade está lá, só precisam de continuar os dois juntos e são capaz de ser muito rápidos nos últimos momentos", explicou o técnico.

O holandês sublinhou ainda a "motivação" que a dupla encontrou nas eliminatórias, depois de uma época que nem sempre correu da melhor forma, mas agora o "feeling" de matador está lá e as medalhas não são uma miragem.

"Sabíamos que ia ser duro. Não tivemos uma temporada muito boa até agora, mas tivemos uma boa prova nas qualificações, ganhámos muita confiança e isso deu-nos esta corrida. Ficámos com a sensação: se fizermos o mesmo podemos matá-los a todos", rematou.

A dupla conseguiu para já melhorar o oitavo lugar de Pequim2008, curiosamente numa segunda meia-final que hoje foi ganha precisamente pelos atuais campeões olímpicos, os britânicos Zac Purchase e Mark Hunter, com 6.36,62 minutos.

Na outra meia-final, a vitória foi para os dinamarqueses Mads Rasmussen e Rasmus Quist, com 6.33,25 minutos, seguidos dos neo-zelandeses Storm Uru e Peter Taylor, 6.36,71, sétimos em Pequim2008.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM