Rio Ave

Rio Ave afunda F. C. Porto

Os dragões não conseguiram melhor do que um empate (1-1), em casa, com o Rio Ave e deixaram fugir o Sporting no topo da tabela.

A distância para o topo é, agora, de quatro pontos e a equipa de Julen Lopetegui, que voltou a ver lenços brancos, tem a companhia do Benfica no segundo lugar.

Depois de duas derrotas consecutivas, contra o Marítimo para a Taça da Liga e em Alvalade com o Sporting, o F. C. Porto continua a marcar passo e a vida de Julen Lopetegui está cada vez mais difícil no Dragão.

Com muito apoio das bancadas, como prometido pelos Super Dragões, o F. C. Porto entrou forte em busca de um golo cedo que tranquilizasse a equipa e foi do pé direito de Maxi que nasceram os primeiros lances de perigo, anulados pelo guarda-redes Cássio.

Marcano também testou a atenção do guarda-redes do Rio Ave e, aos 22 minutos, o Dragão festejou. Muita cerimónia da defesa vila-condense para aliviar e a bola a sobrar para Herrera que, depois de dominar de pé direito, disparou de esquerdo, beneficiando de um desvio num adversário para fazer o 1-0.

O Rio Ave pouco tinha atacado até então, mas, em desvantagem, a equipa de Pedro Martins reagiu, com João Novais e Krovinovic a proporcionarem as primeiras defesas a Casillas. Mas, aos 33 minutos, o espanhol nada pôde fazer. Novais encheu-se de esperança, rematou de longe e a bola desviou em Danilo antes de entrar na baliza portista.

Com o duelo empatado ao intervalo, o Dragão ia gelando no primeiro minuto da segunda parte. Krovinovic rematou à entrada da área do F. C. Porto e a bola tirou tinta ao poste esquerdo.

Aboubakar e Brahimi perderam chances para o segundo golo, mas, mesmo com mais posse de bola, o F. C. Porto não conseguiu asfixiar o Rio Ave e ainda viu o estreante Zé Paulo a falhar por pouco o que seria o segundo golo dos visitantes.

No final, enorme assobiadela no Dragão e muitos lenços brancos para Lopetegui.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado