Futebol

Segunda volta na eleições para a presidência da FIFA

Segunda volta na eleições para a presidência da FIFA

As eleições para a presidência da FIFA, organismo regulador do futebol mundial, vão esta sexta-feira a uma segunda volta, após nenhum dos cinco candidatos ter recebido os dois terços dos votos necessários para a eleição direta.

Na primeira volta, o ítalo-suíço Gianni Infantino, secretário-geral da UEFA foi o mais votado, com 88, seguido de Salman bin Ebrahim al-Khalifa (85), do Barhain, do príncipe jordano Ali bin al Hussein (27) e do francês Jérôme Champagne (sete).

A partir da segunda volta, um candidato apenas precisará de 50% mais um voto para ser eleito o nono presidente da história da FIFA, sucedendo a Joseph Blatter, que, após 17 anos no cargo, deixou a liderança no seguimento de um escândalo de corrupção, acabando mesmo por ser suspenso por seis anos.

Conteúdo Patrocinado