O Jogo ao Vivo

Ciclismo

Volta ao Alentejo celebra "Património da Humanidade"

Volta ao Alentejo celebra "Património da Humanidade"

Foi esta tarde apresentada em Évora, a 34ª Volta ao Alentejo em Bicicleta, prova que vai estar na estrada entre 16 e 20 de março, com início em Portalegre e final em Évora, na Praça do Giraldo.

A corrida tem cinco etapas em linha, num total de 907,8 quilómetros, vai percorrer 35 dos 47 concelhos do Alentejo (Alto, Baixo e Litoral) e será disputada por 22 equipas, 12 portuguesas - do escalão elite e sub 23 - e 10 estrangeiras.

A organização, a Podium Events, a mesma da Volta a Portugal, pretende homenagear o Património Imaterial e Edificado do Alentejo. Haverá chegadas nos centros históricos de Évora, Beja, Castelo de Vide e Montemor-o-Novo, respetivamente, na Praça do Giraldo, Museu Rainha D.Leonor, Castelo e Igreja.

Além disso a organização vai atribuir aos vencedores das etapas e da Volta, chapéus típicos do Alentejo, Chocalhos e ramos de flores de papel feitos pelas mulheres de Campo Maior, para assim celebrar os reconhecimentos da Unesco ao Cante Alentejano e Arte Chocalheiras e das Flores das Festa do Povo, esta última em fase de candidatura.

Na edição de 2016 da "Alentejana" celebram-se também os 20 anos da presença e da vitória do mítico ciclista espanhol, Miguel Indurain, também vencedor de cinco edições do Tour de França, entre 1991 e 1995, Giro de Itália em 1992 e 1993, Campeão do Mundo de Contrarrelógio (CRI) em 1995 e medalha de ouro na prova de CRI, nos Jogos Olímpicos de Atlanta em 1996.

A organização convidou o ex-ciclista navarro para estar presente e apadrinhar a prova, mas Indurain justificou que não pode aceitar o "honroso convite" por se encontrar no Panamá em iniciativas ligadas ao ciclismo.

De salientar que a Volta ao Alentejo é a única prova de cariz internacional em que nenhum corredor conseguiu repetir vitória - 33 edições, 33 vencedores diferentes.

Joaquim Gomes, diretor da organização, sublinhou que "no primeiro dia fica provado que o Alentejo, ou parte dele, também pode ser bastante montanhoso. Entre Portalegre e Castelo de Vide, os candidatos à vitória terão que provar que o bom momento de forma, caso contrário serão surpreendidos".

Hortênsia Menino, presidente da CIMBAL, entidade detentora da Volta ao Alentejo, referiu q ue "do ponto de vista desportivo a Volta ao Alentejo está consolidada. Há sempre lugar à renovação, graças à diversidade patrimonial da região".

A prova estava inicialmente prevista para a última semana de março mas, para não coincidir com as celebrações da Páscoa, a organização pediu à União Ciclista Internacional (UCI) a antecipação da mesma, o que foi aceite.

Etapas da Volta ao Alentejo - 16 a 20 de março

1ª etapa - Portalegre-Castelo de Vide- 158 kms

2ª etapa - Monforte-Montemor-o-Novo- 206,2 kms

3ª etapa - Portel-Beja- 186,6 kms

4ª etapa - Aljustrel-Grândola- 184,7 kms

5ª etapa - Santiago do Cacém-Évora- 172,3 kms

Conteúdo Patrocinado