Espanha

Abate de cavalos atinge valor recorde em Espanha

Abate de cavalos atinge valor recorde em Espanha

A crise económica está a levar a um aumento significativo do abate de cavalos em Espanha com uma média de cino mil por dia nos primeiros quatro meses do ano, tendo-se registado em 2011 quase 49 mil mortes.

Dados do Ministério da Agricultura, Alimentação e Ambiente espanhol referem que em 2011 se registaram 48821 abates de cavalos, mais 60% que no ano anterior, ou uma média de 133 por dia.

Os elevados custos de manutenção dos cavalos, que podem ascender a milhares de euros por mês, estão a levar muitas famílias a abandoná-los numa altura em que o mercado de compradores se reduziu significativamente.

Nos primeiros quatro meses deste ano, a tendência manteve-se com um crescimento de 31,07% no número de abates face a igual período de 2011.

Mensalmente, são sacrificados em Espanha cerca de cinco mil cavalos, ou 165 por dia, segundo os dados mais recentes.

Alguns centros de abate estão a receber tantos pedidos que acumulam listas de espera de vários meses.

Entre os abatidos, estão cavalos jovens de Pura Raça Espanhola, incluindo alguns com registos em livros genealógicos.

O consumo de carne de cavalo em Espanha é escasso, pelo que os animais abatidos se destinam a produção de produtos para mascotes ou exportados para países onde há maior consumo, como França, Itália, Bélgica e Grécia.

Em muitos casos os animais são simplesmente abandonados, com as autoridades em várias regiões a documentarem um crescimento de casos de cavalos encontrados a vaguear pelos campos.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado