Desemprego

Casais desempregados quase triplicam em cinco meses

Casais desempregados quase triplicam em cinco meses

O número de casais em que nenhum dos cônjuges tem emprego quase triplicou em cinco meses, passando de 1530 em Outubro do ano passado para os 4369 em Fevereiro, segundo dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

O IEFP passou a recolher desde Outubro de 2010 informação relativa à situação laboral do cônjuge, identificando o número de casais em que ambos estão registados como desempregados na área de residência.

No final de Fevereiro, os casais desempregados eram 4369, mais 5,2% que em Janeiro (4152) e mais 1855% do que em Outubro (1530).

Segundo o IEFP, este "aumento poderá não reflectir ainda um crescimento do desemprego nestas situações, mas sim um maior número de casos registados", isto tendo em conta que esta informação só começou a ser recolhida no último trimestre do ano passado.

No final de Fevereiro, estavam registados nos centros de emprego do continente 531266 desempregados, dos quais 50,7% eram casados ou viviam em situação de união de facto, perfazendo um total de 269447.

Em Janeiro, o total de desempregados registados era de menos cinco por cento, ou seja, 533980 inscritos.

Apesar do decréscimo do desemprego registado face ao mês anterior, o instituto salienta o crescimento de 9,8% das união de facto, em resultado da actualização continuada dos registos no que diz respeito ao estado civil do desempregado.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado