Economia

China injeta mais 56 mil milhões de euros no sistema financeiro

China injeta mais 56 mil milhões de euros no sistema financeiro

O Banco do Povo da China injetou, esta quinta-feira, 400 mil milhões de yuan (56 mil milhões de euros) no sistema financeiro do país, na terceira injeção de liquidez consecutiva esta semana.

Após efetuar operações semelhantes, fixadas em 83 mil milhões de euros e 21 mil milhões, na terça e na quarta-feira, respetivamente, o banco realizou uma terceira operação, através de acordos de recompra ("repos").

Aquele mecanismo pressupõe a recompra posterior dos títulos vendidos dentro de um prazo estabelecido.

A decisão do Banco do Povo da China (PBOC, banco central) surge após os últimos dados oficiais apontarem para um crescimento do Produto Interno Bruto (PIN) chinês de 6,9% em 2015, o ritmo mais lento dos últimos 25 anos.

A data também coincide com as vésperas das férias do Ano Novo lunar, que este ano começam no dia 8 de fevereiro, a principal festa das famílias chinesas, equivalente ao natal nos países ocidentais e, por isso, marcada pelo aumento do consumo.

Ainda assim, a quantia injetada no sistema financeiro nas vésperas do ano novo chinês supera em muito a do exercício de 2015, que se fixou em 80 mil milhões de yuan.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado