Angola

Crise em Angola já fez regressar três mil portugueses

Crise em Angola já fez regressar três mil portugueses

Obras paradas por falta de liquidez, em resultado da redução das receitas do petróleo, estão a levar ao abandono do país.

Mais de três mil trabalhadores portugueses do setor da construção abandonaram Angola desde o início da crise, em janeiro. Originada pela redução das receitas do petróleo, com a sua desvalorização no mercado, levou o Governo angolano a travar obras, com o país a viver um problema de liquidez grave. "Muitos mais trabalhadores se seguirão", afirmou o presidente do Sindicato da Construção em Portugal, Albano Ribeiro.

Ler mais na edição e-paper ou na edição impressa.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM