Economia

Dez locais turísticos de visita obrigatória

Dez locais turísticos de visita obrigatória

Para os operadores turísticos nacionais e dirigentes associativos do setor a quem o JN pediu que indicassem os 10 locais mais emblemáticos representativos do território continental, a escolha não foi fácil, nem consensual. Por isso, o que apresentamos, neste trabalho, é o "top ten" dos nomes mais citados.

De fora ficaram muitos locais incontornáveis no panorama do turismo nacional, com o santuário de Fátima e as caves de vinho do Porto/Vinhas do Douro logo à cabeça, seguidos dos mosteiros da Batalha e de Alcobaça, serras da Estrela e da Arrábida, ria Formosa, ria de Aveiro, Vila de Marvão, Parque Nacional da Peneda-Gerês, entre tantos outros.

Bom Jesus, o Maior Santuário de devoção no Minho

O santuário do Bom Jesus do Monte ou do Bom Jesus de Braga, local de devoção/peregrinação católico dedicado ao Senhor Bom Jesus, é um ponto turístico incontornável na capital do Minho. Mas, em Braga, há outros: igrejas e conventos dos Congregados e do Pópulo, museus Nogueira da Silva e D. Diogo de Sousa, igrejas do Carmo, de St.ª Cruz, do hospital e do seminário S. Paulo, Arco da Porta Nova, Palácio dos Biscainhos, Sé Catedral, Ruínas Romanas, Monumento Bimilenário, largos S. Tiago e Carlos Amarante, casas dos Coimbras e dos Crivos, Palácio do Raio e Fonte do Ídolo.

Castelo monumento berço da nacionalidade

O castelo de Guimarães, monumento nacional que em 2007 foi eleito uma das Sete Maravilhas de Portugal, encontra-se ligado à fundação do Condado Portucalense e às lutas da independência do nosso país. Conhecer este local é conhecer o início da História de Portugal. A pia onde se afirma ter sido batizado o rei D. Afonso Henriques encontra-se na capela românica da igreja de São Miguel da Oliveira, no setor oeste do castelo. Mas, em Guimarães, há muito mais para ver: o Centro Histórico (Património Mundial da UNESCO), Paço dos Duques de Bragança, monte da Penha, citânia de Briteiros...

Vila Medieval, Óbidos uma terra de eventos imperdíveis

A imagem de marca da vila medieval de Óbidos é sobretudo o seu castelo, as imponentes muralhas e o aglomerado de casas antigas bem estimadas, mas também a Porta da Vila, as igrejas de São João Batista, de S. Pedro, da Misericórdia, de Santa Maria e de São Tiago, Porta do Vale ou Sr.ª da Graça, Rua Direita, Ermida da Ordem Terceira, aqueduto e santuário do Sr. Jesus da Pedra. Todavia, o que mais tem sobressaído nos últimos anos e captado centenas de milhar de turistas é a vasta agenda de eventos culturais, com destaque para a Vila Natal, Festival Internacional do Chocolate e Mercado Medieval.

Jerónimos Mosteiro dos Descobrimentos

O Mosteiro dos Jerónimos, testemunho monumental da riqueza dos Descobrimentos portugueses, é a imagem de marca da capital do país, mas em Lisboa a lista de locais turísticos a merecer visita obrigatória é infindável. Destacamos alguns: Torre de Belém, Castelo de S. Jorge, Museu Calouste Gulbenkian, elevador de Santa Justa, Oceanário, Monumento aos Descobrimentos, Jardim Zoológico, Palácio dos Marqueses de Fronteira, Sé de Lisboa, igrejas de S. Roque e de S. Vicente de Fora, museus nacionais dos Coches e de Arte Antiga, Arco da Rua Augusta e Panteão Nacional.

Buçaco Mata nacional com património único

A Mata Nacional do Buçaco (imóvel de interesse público), junto às termas do Luso, Mealhada, é uma área protegida plantada, no século XVII, pela Ordem dos Carmelitas Descalços. Para além de imponentes espécies arbóreas únicas, ali podem ser vistos o antigo Palácio Real (Palace Hotel do Buçaco), Convento de Santa Cruz, ermidas, capelas de devoção e os Passos que compõem a Via Sacra, a Cerca com as Portas, o Museu Militar e o monumento da Batalha do Buçaco, cruzeiros, fontes e cisternas, miradouros - o da Cruz Alta oferece vista única entre Coimbra e a serra do Caramulo - ou as casas florestais.

Universidade de Coimbra, uma das mais antigas da Europa

Fundada por D. Dinis em Lisboa, em 1290, e transferida para Coimbra em 1537, a Universidade de Coimbra é uma das mais antigas da Europa e apresenta espaços de riqueza incomensurável, de onde se destacam a Biblioteca Joanina (1717), Capela de S. Miguel, Prisão Medieval e Académica, Torre da Universidade e as salas das Armas, dos Capelos e do Exame Privado. Mas, em Coimbra, há muito mais para ver: a Sé Velha, Sé Nova, Torre e Arco de Almedina, Pátio da Inquisição, mosteiros de Santa Clara-a-Nova e de Celas, Portugal dos Pequenitos e Igreja de Santa Cruz - Panteão Nacional.

Convento de Cristo de Tomar, património mundial

Principal monumento da cidade de Tomar, o Convento de Cristo é Património Mundial da UNESCO desde 1983. Fundado em 1160 pelo grão-mestre dos Templários, o espaço conserva recordações desses monges cavaleiros e dos herdeiros do seu cargo, a Ordem de Cristo. A igreja e os claustros ostentam ricos floreados manuelinos que atingiram o máximo esplendor na janela da fachada ocidental. Está circundado pelas muralhas do castelo e pela mata da cerca. A Festa dos Tabuleiros (decorados com flores, pão e espigas de trigo) é outra marca de Tomar, que se realiza de quatro em quatro anos, em julho.

Palácio da Pena, uma vila recheada de história

O Palácio Nacional da Pena, uma das principais expressões do Romantismo arquitetónico do século XIX no Mundo e eleito uma das sete maravilhas portuguesas em 2007, é talvez o ponto turístico mais emblemático de Sintra, mas a vila Património Mundial da UNESCO e a região têm muito mais para oferecer. Por exemplo: Palácio Real de Queluz, Chalé da Condessa de Edla, Castelo dos Mouros e Palácio da Regaleira. Para além do património monumental, a praia da Adraga, eleita pelos leitores do jornal britânico "The Guardian" como a melhor praia de Portugal, é outro destino a não perder.

Templo de Diana, monumentos e gastronomia

O templo romano de Évora faz parte do centro histórico da cidade, que foi classificado como Património Mundial pela UNESCO. É um dos mais famosos marcos da cidade e símbolo da presença romana em território português, encontrando-se classificado como Monumento Nacional pelo IGESPAR. Mas Évora, cidade de gastronomia e paisagens riquíssimas, tem muito mais para oferecer aos turistas. A Sé Catedral, Igreja de São Francisco, Capela dos Ossos, Palácio de D. Manuel e Convento dos Loios são apenas alguns dos muitos exemplos que não devem faltar no roteiro da visita.

Praias Dona Ana eleita a melhor em Portugal

É impossível falar de turismo em Portugal sem referir o Algarve. E falar do Algarve é falar de praias. Ainda no final do ano passado, a praia Dona Ana, em Lagos, foi eleita, pela prestigiada revista espanhola "Condé Nast Traveller", como "a mais bonita de Portugal". Porquê? Por causa da "cor turquesa das suas águas, que sobressai entre as escarpas naturais". Mas na longa costa algarvia, há imensas outras praias que se destacam não apenas pela temperatura da água, mas também pela beleza do areal e pelo ambiente. Albufeira, Vilamoura, Portimão, Tavira, Olhão e Faro são referências obrigatórias.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado