Desemprego

Espanha prevê que desemprego chegue a 24,3% este ano

Espanha prevê que desemprego chegue a 24,3% este ano

O Governo espanhol prevê que a taxa de desemprego chegue aos 24,3% este ano, anunciou o ministro da Economia, Luis de Guindos.

O ministro espanhol falava aos jornalistas depois da reunião do Conselho de Ministros, onde se analisou, entre outros temas, o quadro macroeconómico espanhol, que prevê um crescimento negativo de 1,7% do PIB.

O dado do desemprego implica que se produzirá este ano a destruição liquida de 630 mil postos de trabalho ao longo do ano.

O anunciou foi feito no mesmo dia em que se conheceram os dados do desemprego em fevereiro, que atingiu um novo recorde com mais 2,4% de desempregados (112 mil pessoas) face a janeiro.

Cerca de 4,7 milhões de pessoas estavam desempregadas em Espanha no final do mês passado, o valor mais elevado em toda a série histórica de dados que começa em 1996.

Em termos anuais (face a fevereiro de 2011) o desemprego aumentou 9,6%, o que equivale a mais 413 mil desempregados, tendo o crescimento em fevereiro, face ao mês anterior, sido superior ao registado no mesmo mês em 2011 face a janeiro de 2011.

O Governo aprovou um limite de despesa de 118,5 mil milhões de euros, o que equivale a um corte de 5% face a 2011. O gasto disponível para os Ministérios cai 12,5%. O objetivo do défice é de 5,8 % do PIB.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM