Economia

Governo toma posse do túnel do Marão

Governo toma posse do túnel do Marão

Ao fim de dois anos de polémica, o Governo já tem tomado a decisão: a concessão do túnel do Marão será resgatada à concessionária da obra. Os trabalhos devem devem prolongar-se por três anos.

O Governo vai tomar posse administrativa da concessão do túnel do Marão. A data ainda não está definida, mas, ao que o JN apurou junto de uma fonte governamental que tem seguido de perto todo o processo, faltará apenas "ultimar os pormenores" para que o Executivo tome em mãos a obra que está parada desde junho de 2011.

A posse não implica que as obras avancem de imediato, uma vez que será necessário candidatar um novo projeto a este ou ao próximo QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional) para obter, via fundos comunitários, os cerca de 200 milhões de euros que serão precisos para concluir os trabalhos. De acordo com as contas feitas ao JN por especialistas na "engenharia" das verbas europeias, a candidatura demorará cerca de um ano, desde logo porque o montante em causa obriga à chamada dupla aprovação.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM