Economia

Governo vai preparar medidas adicionais a pedido do Eurogrupo

Governo vai preparar medidas adicionais a pedido do Eurogrupo

O ministro das Finanças, Mário Centeno, disse, esta quinta-feira, à saída da reunião do Eurogrupo, em Bruxelas, que o Governo vai preparar medidas adicionais, mas com a convicção de que as mesmas não serão necessárias para cumprir as metas orçamentais.

"Em linha com a opinião da Comissão Europeia, aquilo que o Eurogrupo pede ao Governo português é para estar preparado para adotar novas medidas quando elas forem necessárias (...) As medidas serão preparadas para serem tomadas quando forem necessárias, estando nós conscientes de que um cumprimento daquilo que é o Orçamento de Estado não necessitará dessas medidas", declarou Mário Centeno.

Mário Centeno falava no final de uma reunião do fórum de ministros das Finanças da zona euro, que adotou a opinião da semana passada da Comissão Europeia acerca da proposta orçamental portuguesa, algo que o ministro disse estar "de acordo com aquilo que eram as expectativas do Governo português", que se comprometeu por seu turno a preparar desde já medidas adicionais de consolidação orçamental caso estas venham a revelar-se necessárias para o cumprimento das metas.

Sublinhando que "o Governo português permanece totalmente comprometido com os objetivos do Pacto de Estabilidade e Crescimento e com o seu cumprimento", assim como "com o cumprimento dos compromissos também assumidos internamente", Centeno insistiu que o que importa agora "é cumprir o orçamento que está em discussão no parlamento", pois acredita que tal permitirá ao país "cumprir as metas acordadas com a Comissão Europeia".

"O Governo tem que estar preparado e tem que preparar essas medidas, mas neste momento estamos muito focados no cumprimento do orçamento que está a ser apresentado e será aprovado no parlamento, e é essa a grande tarefa que temos", afirmou.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado