Economia

Indústria britânica de hidrocarbonetos à beira abismo por preço baixo do petróleo

Indústria britânica de hidrocarbonetos à beira abismo por preço baixo do petróleo

Os baixos preços do petróleo deixaram a indústria britânica dos hidrocarbonetos "à beira do abismo", alertou hoje a organização patronal do setor no Reino Unido, Oil and Gas UK, num relatório.

Apesar de a produção britânica de petróleo ter aumentado 9,7% em 2015, para os 1,64 milhões de barris diários, as receitas caíram 30% no exercício 2014-2015, para 18,1 mil milhões de libras (23,15 mil milhões de euros).

A conselheira-delegada da Oil and Gas UK, Deirdre Michie, afirmou que o investimento afeto à exploração de novas reservas está em mínimos históricos e que "não há sinais de melhoria" no horizonte.

Durante 2015, o número de explorações no Reino Unido que anunciaram o encerramento antes de 2020 aumentou cerca de 20%, superando a centena.

Apesar dos planos da indústria para cortar os custos operacionais em 42% em 2016, relacionados a 2014, cerca de metade das explorações de empresas associadas nesta patronal preveem registar perdas este ano se o crude permanecer no nível dos 30 dólares por barril.

Os preços do petróleo caíram mais de 70% nos últimos 18 meses, devido a um excesso de oferta que saturou o mercado e à recusa dos principais produtores em diminuir o nível da produção.

Depois da publicação do relatório da Oil and Gas UK, um porta-voz do governo britânico afirmou que o Executivo "apoia a indústria britânica do petróleo e do gás e os milhares de trabalhadores, e suas famílias".

O porta-voz sublinhou que o governo incluiu um pacote fiscal de 1,3 mil milhões de libras (1,166 mil milhões de euros) no seu último orçamento, para garantir que a plataforma continental do Reino Unido "continue a ser um destino atrativo para os investimentos".

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado